Centro Universitário Tiradentes

PÓS-GRADUAÇÃO
2018.2

Enfermagem Oncológica

Diferenciais do Curso

Currículo atual com abordagem preventiva, curativa e paliativa; -Aulas dinâmicas e com foco no cuidado de enfermagem; -Professores atuantes no mercado de trabalho.

Está esperando o que?Inscreva-se já na Pós-Graduação Unit

Características

  • Carga Horária 363 h
  • Periodicidade Dois encontros mensais, preferencialmente quinzenais
  • Horário Sextas-feiras: 19h às 22h Sábados: 8h às 12h e 13h às 17h
  • Local Centro Universitário Tiradentes - Alagoas
  • Investimento Matrícula + 22 parcelas de 389,00
  • Benefício 20% de desconto para egresso, Matrícula + 22 parcelas de 311,20

Sua empresa é conveniada?Confira se sua empresa é conveniada com a Unit

Informações do Curso

Geral:

A Especialização Lato Sensu em Enfermagem Oncológica tem como objetivo capacitar profissionais enfermeiros para atuarem e executarem ações na perspectiva de cuidados, controle do câncer e paliação, formando especialistas comprometidos com a saúde e qualidade de vida das pessoas, de suas famílias e da coletividade, para atuarem na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde, com autonomia, conhecimento técnico e científico e em consonância com os preceitos éticos, bioéticos e legais da Enfermagem.

Específico:

  • Possibilitar a qualificação, a especialização e a educação permanente dos enfermeiros, como um dos componentes fundamentais para o controle do câncer.
  • Capacitar profissionais para trabalhar em unidades especializadas de oncologia, em situações que envolvam planejamento ou intervenção, nos diferentes níveis de atenção à saúde e nas diversas interfaces da linha do cuidado oncológico.
  • Reflexionar de forma interdisciplinar, acerca dos conflitos éticos e
  • bioéticos enfrentados pela equipe multiprofissional e pelos usuários.
  • Proporcionar ao aluno o embasamento para relacionar-se de forma humanizada com a equipe multiprofissional, com os pacientes oncológicos e com os cuidadores e familiares, com vistas à atenção integral, prestando assistência com competência e responsabilidade;
  • Fomentar a prática e divulgação de políticas públicas de saúde com ênfase na Atenção Oncológica e na Política Nacional de Humanização.
  • Contribuir para o conhecimento das melhores evidências científicas para a área de oncologia.
Enfermeiros formados em instituição com diploma reconhecido pelo MEC, que buscam aprimoramento e conhecimentos teóricos relativos a oncologia, assistência na dor e nos cuidados paliativos.
Serão adotadas metodologias mistas para efetivação do processo ensino-aprendizagem com adoção de ensino individual e coletivo através de estratégias que mantenham o interesse nas temáticas propostas, utilizando exercícios baseados no cotidiano da prática de enfermagem, realização de estudos de caso, simulações em laboratório, seminários dentre outras.
DISCIPLINA CARGA HORÁRIA EMENTA
Epidemiologia 22 vigilância no aspecto epidemiológico e sanitário, conceituando a importância dos indicadores em oncologia, bem como as atuações preventivas do câncer, articulando ações que propõem medidas de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde. Registro hospitalar de câncer. Registro de câncer de base populacional. Estimativa dos tipos de câncer no Brasil.
Política Nacional do Câncer 11 A disciplina aborda a atuação dos profissionais de enfermagem no contexto da saúde pública com enfoque no cuidado baseado em evidência, no impacto social do câncer, nos sistemas de saúde e direitos do paciente.
Bioética 22 Ética moral e bioética na oncologia. O usuário oncológico e seus direitos na condição de doente. O norteamento legal do profissional enfermeiro oncológico (direitos e deveres). As diversas situações que exigem reflexão e por vezes tomada de decisão na oncologia. Bioética clínica: conceitos básicos e métodos de análise. Conceito de vida e morte: ordem de não reanimar. Eutanásia e suicídio assistido. Comitês de ética em pesquisa. Aconselhamento genético. Saúde como direito: integralidade na atenção oncológica. Saúde e atenção oncológica: inovação e incorporação tecnológica; pesquisa e condições dos pacientes. Obrigações e responsabilidades dos profissionais de saúde. Judicialização da saúde. Alocação de recursos em saúde pública.
Tanatologia 11 Introdução ao campo da tanatologia. Morte e morrer: perspectivas histórica, filosófica, religiosa e cultural. Aspectos psicológicos vivenciados no processo de morrer. Experiências de quase morte. Acompanhamento ao paciente terminal e a família. Luto patológico. A equipe de saúde diante da morte.
Fisiopatologia das Neoplasias Benignas e Malignas 33 Fundamentos em oncologia. Tipos de cânceres. Marcadores preditivos de resposta terapêutica. Desenvolvimento dos processos que envolvem o ciclo celular humano como crescimento e adaptação celular, anormalidades da transmissão de sinal intracelular, morte celular necrótica e apoptótica. Desenvolvimento de células tumorais, oncogênese e carcinogênese. Oncogenes e genes supressores. Mutações. Fatores de crescimento e seus receptores. Modulação hormonal. Nomenclatura dos tumores. Classificação e estadiamento do câncer. Sistema TNM e consensos.
Interpretação de Exames Diagnósticos em Neoplasias 11 Diagnósticos em Oncologia. Emprego dos exames complementares no diagnóstico das neoplasias. Marcadores, exames de imagem. Bioquímica do Sangue. Conhecimento acerca das especificidades da assistência de enfermagem em oncologia nos procedimentos diagnósticos e terapêuticos (biópsia, Colpocitologia oncótica, histeroscopia, paracentese, radioablação, quimioembolização, quimioterapia e radioterapia intraoperatória, quimioterapia intracavitária e intratecal)
Oncopediatria e enfermagem 11 O câncer no crescimento e desenvolvimento infantil. As repercussões do câncer na vida familiar da criança. Processo de Enfermagem nos tumores sólidos na infância e na adolescência. A criança e o adolescente fora de possibilidades de cura atuais. A criança e o adolescente com dor. Estratégias educativas para o cuidado da criança e dos familiares. Cuidados de enfermagem em pediatria oncológica.
Oncogeriatria e enfermagem 11 Epidemiologia do envelhecimento humano. teorias do envelhecimento e oncogênese. Avaliação Geriátrica ampla. Assistência de enfermagem ao paciente idoso e sua família.
Procedimentos Terapêuticos no Câncer I – (Quimioterapia) 22 Modalidades de Tratamento Quimioterápico, Conceitos, Classificação. Tipos de quimioterápicos; os protocolos quimioterápicos; Vias de Administração, Manejo dos Efeitos Colaterais da Quimioterapia, Aspectos de Biossegurança no Preparo e Administração e Descarte de Quimioterapia, Organização da Central de Quimioterapia; Recursos Humanos e Materiais, Indicadores de Qualidade.
Procedimentos Terapêuticos no Câncer II (Radioterapia e urgência oncológica) 11 As modalidades do tratamento radiológico; o Controle dos Efeitos Colaterais na Radioterapia. Cuidados com cateteres totalmente implantáveis.Aspectos clínicos em radioterapia. Efeitos terapêuticos e tóxicos da radiação nos tecidos. Princípios de radiotratamento. Teleterapia e braquiterapia Radioproteção e radiodermites. Assistência de enfermagem em radioterapia.Atendimento à pessoa com câncer nas principais situações de urgências e emergências: metabólicas (síndrome de lise tumoral, hipercalcemia, síndrome de secreção inapropriada do hormônio antidiurético), mecânicas (hipertensão intracraniana, síndrome da veia cava superior, compressão medular, tamponamento cardíaco), hematológicas (síndromes de hiperviscosidade, coagulação intravascular disseminada, trombose/ sangramento) e infecciosas/ inflamatórias (neutropenia febril, extravasamento de quimioterapia, cistite hemorrágica).
Procedimentos Terapêuticos no Câncer III (Cirurgico) 11 Princípios da Cirurgia Oncológica. Assistência de Enfermagem no Período Perioperatório. Assistência de Enfermagem nos diferentes tipos de tumores: SNC; de cabeça e pescoço; de pele; gastroinstestinais; de tórax; endócrinos; de mama; ginecológicos; ósseos; urológicos; pediátricos; sarcomas de partes moles.
Transplante de Medula Óssea 11 Hematologia. Distúrbios hematológicos em oncologia. Transplante de medula óssea. Tipos de transplantes. Indicações. Fontes celulares. Riscos ao paciente e doador. Critérios para o transplante de medula óssea. Doador de medula óssea. Estrutura física, recursos humanos e materiais de uma central de transplante. Gestão e assistência de enfermagem pós transplante de medula óssea. Complicações pós transplante. Uso de cateteres em oncologia Anatomia dos principais acessos vasculares. Tipos de cateteres utilizados na oncologia. Cuidados pré e pós operatórios. Complicações não – infecciosas e infecciosas. Planejamento da assistência de enfermagem aos portadores de leucemias.
Farmacologia Oncológica 11 Principais drogas utilizadas para controle dos sintomas e tratamentos oncológicos. Normas legislativas para preparo, manipulação e transporte de quimioterápicos. Intercorrências no preparo e transporte de quimioterápico. Classe dos antineoplásicos e vias de administração. Padronização de medicamentos em oncologia. Estabilidade, interações e incompatibilidades quimioterápicas.
Cuidados Paliativos 22 História dos Cuidados Paliativos. Legislação básica para os cuidados paliativos. Considerações bioéticas. Critérios de elegibilidade para encaminhamento. Abordagem dos sintomas prevalentes nas síndromes oncológicas. Avaliação prognóstica. Tratamento paliativo. Hipodermóclise. Aspectos gerenciais em Cuidados Paliativos. Modelos assistenciais em cuidados paliativos. Estágios psicológicos e emocionais do paciente, familiares e profissionais. Medo, preconceitos e estigmas do paciente fora de possibilidades de cura atual. Desenvolver aspectos para melhora da qualidade de vida e qualidade dos cuidados e humanização da assistência de enfermagem.
Dor e analgesia 22 Fisiopatologia da dor. Classificação dos fenômenos dolorosos. Dor como quinto sinal vital. Dor e qualidade de vida. Avaliação da dor: escalas multidemensionais. Alívio da dor: analgesia no câncer. Uso de opióides e medidas não farmacológicas. Sedação paliativa.
Praticas integrativas e complementares em oncologia 11 Integralidade do Cuidado em Saúde com ênfase na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS; o cuidado de Enfermagem no âmbito da SAE incluindo outras formas não-convencionais de coleta de dados e possibilidades de diagnósticos, intervenções e resultados de enfermagem a partir das Práticas Integrativas e Complementares aplicáveis ao processo de cuidar em Enfermagem em oncologia
Assistência de Enfermagem em feridas e Ostomias 11 Paciente oncológico portador de feridas. Classificação de lesões: agudas, crônicas e vegetativas. Feridas malignas: Aspectos fisiológicos e manejo das principais intercorrências (dor, odor, colonização e sangramento). Coberturas de feridas: indicações e contra-indicações. Estomas: Anatomofisiologia dos aparelhos digestório e urinário. Classificação e confecção dos estomas. Cuidados de Enfermagem às pessoas portadoras de drenos e cateteres. Incontinência anal e urinária. Cuidados e materiais específicos utilizados na assistência. Princípios da relação de ajuda e autonomia.
Sistematização da Assistência de Enfermagem – SAE e Teorias de enfermagem. 22 Sistematização da Assistência de Enfermagem em oncologia. Etapas do processo de enfermagem. Aspectos legais que dão sustentação a SAE. Classificação Internancional para a pratica de Enfermagem – CIPE. Segurança do paciente. teorias de enfermagem aplicada a oncologia
Gestão dos serviços de atendimento à pessoa com câncer 11 Normas técnicas quanto ao funcionamento dos serviços e organização/hierarquização da rede pública de atenção em oncologia, segundo a Política de Nacional de Atenção Oncológica. Acreditação dos serviços de saúde; liderança, motivação e gestão de conflito. Qualidade em saúde, indicadores de qualidade em oncologia.
Cuidado Multidisciplinar 11 A disciplina instrumentaliza o aluno para a prática interdisciplinar no cuidado ao paciente oncológico. Análise dos processos envolvidos na atuação profissional das equipes de saúde no que se relaciona a intersecção entre diversas áreas do conhecimento científico. Aborda temas relacionados à saúde do trabalhador.
Tópicos especiais em oncologia 22 Atualidades em oncologia. Educação em saúde: conceitos, importância, princípios e objetivos. Teorias pedagógicas. Papel do profissional de saúde como educador
Metodologia da Pesquisa 33 Fundamentos da Metodologia Científica. Comunicação Científica. Métodos e técnicas de pesquisa.   A comunicação entre orientados/orientadores. Normas para Elaboração de Acadêmicos. A organização de texto científico (Normas ABNT).
Total 363  
Centro Universitário Tiradentes
0800 729 2100