Você já conhece o novo FIES?
Saiba como financiar seu estudo usando o FIES.

Perguntas Frequentes
Inscrições: 16/07 até 22/07

Documentos Xerox (Aluno e Grupo Familiar)

FIES
Comprovante de inscrição extraído do site SisFies
RG/(Certidão de Nascimento p/ menores de idade)
CPF
Histórico Escolar (Ensino Médio) do aluno
Comprovante de residência (atual) em nome do aluno ou de um dos membros do grupo familiar
Comprovante de renda:
Se assalariado: 6 últimos contra cheques
Se autônomo: Decore ou GPS dos 3 últimos meses
Se aposentado: Extrato do INSS (www.mpas.gov.br)
Carteira de trabalho (p/todos maiores de 18 anos)
foto/qualificação civil/ contrato de trabalho do último vínculo e a próxima página em branco
Obs: Para os membros que tiverem há mais de 02 anos sem vínculo empregatício ativo, deverá trazer uma declaração emitida pelo Ministério do Trabalho, constando que não há vínculo empregatício ativo.
Imposto de Renda para quem declara
Certidão de óbito
Declaração de Casamento ou Divórcio (do aluno e dos membros do grupo familar), se for o caso
Declaração de União Estável (Com firma reconhecida em cartório) do aluno ou do grupo familiar caso não possua o item acima, se for o caso
Declaração de não convivência (Com firma reconhecida em cartório), se for o caso
Havendo a necessidade a IES poderá solicitar qualquer tipo de documento do aluno ou do grupo familiar

Período de Inscrições: entre 16 e 22 de julho(23:59min)

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do segundo semestre de 2018 para modalidade do Fies e do P-Fies será divulgado no dia 27 de julho de 2018 e observará o seguinte:

  • I - na modalidade de financiamento do Fies, os resultados serão constituídos de chamada única e de lista de espera;
  • II - na modalidade de financiamento do P-Fies, os resultados serão constituídos apenas de chamada única.

O novo Fies traz como benefícios, por exemplo, menos juros aos alunos que mais precisam, maior prazo, maior transparência com as informações e com os parâmetros de reajuste das mensalidades, e maior governança com a implementação de um comitê gestor interministerial.

Estudantes de todo o Brasil com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos, com nota mínima de quatrocentos e cinquenta pontos no ENEM e que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero);

O novo Fies é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato.

O novo Fies tem três modalidades de financiamento:

  • Modalidade I: destinada à oferta de vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda, fazendo com que os encargos a serem pagos pelos estudantes diminuam consideravelmente.
  • Modalidade II: destinada às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.
  • Modalidade III: destinada a todas as regiões do Brasil com recursos do BNDES. Assim como a modalidade II, será destinada para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.

O FIES I é um financiamento estudantil ofertado diretamente pelo governo para o estudante, tendo, por isso, um baixo custo. Já a segunda modalidade é um financiamento ofertado pelas instituições financeiras, as quais contam com recursos públicos e, por essa razão, são capazes de ofertar um financiamento mais barato que o mercado, porém mais caro que o da Modalidade I.

Na modalidade I, o Fies ofertará financiamento para o aluno com faixa de renda per capita de até três salários mínimos e terá o auxílio do Fundo Garantidor, que será composto de um aporte da União e de aportes das Instituições de Ensino. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda. Já as modalidades dois e três são destinadas a estudantes com renda per capita mensal de até cinco salários mínimos. No caso da modalidade II, terão como fonte de financiamento recursos de Fundos Constitucionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na modalidade III.

  • É vedada a inscrição no Fies ao estudante:
  • Que não tenha sido pré-selecionado no processo conduzido pelo MEC;
  • Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC) ou com o FIES;
  • Beneficiário de bolsa integral do ProUni;
  • Beneficiário de bolsa parcial do ProUni em curso ou IES distintos da inscrição no FIES;
  • Que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas inferior a quatrocentos e cinquenta pontos e/ou nota na redação igual a zero;
  • Cuja renda familiar mensal bruta per capita seja superior a três salários mínimos.
Inscreva-se* no FIES * Consulte vagas disponíveis e Edital disponibilizado pelo MEC.

Não conseguiu o FIES?
Conheça o Financiamento Estudantil Facilitado, FIEF.

Você já conhece o novo FIES?
Saiba como financiar seu estudo usando o FIES.

Centro Universitário Tiradentes
Av. Gustavo Paiva, 5017, Bairro Cruz das Almas 57038-000 Maceió – AL - Sergipe - Brasil
  • Tel: 0800 729 2100