V E S T I B U L A R 2017.2

O curso de Engenharia de Petróleo do Centro Universitário Tiradentes – Unit visa atender amplamente a crescente demanda de profissionais engenheiros com um alto nível de formação, não apenas no contexto local, regional, mas, sobretudo em caráter nacional, atendendo os anseios do Brasil no que tange a sua capacitação tecnológica e seu desenvolvimento, refletindo sua importância no contexto internacional. O curso propõe a formação do engenheiro de petróleo concatenado com o cenário atual, no que concerne a relevância do caráter ambiental, com um caráter de integração técnica e profissional a interdisciplinaridade e a formação de um engenheiro de petróleo com competências que o adequam a realidade profissional da área e o insere com perfil sociológico capacitivo às interações escola-sociedade-empresa.

Nessa perspectiva, o curso de Engenharia de Petróleo do Centro Universitário Tiradentes – Unit, apresenta-se coadunado ao que preconiza a Resolução CNE/CES 11, de 11 de março de 2002 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, apresentando no seu currículo as cargas horárias recomendadas para os núcleos de conteúdos básicos, profissionalizantes e específicos.

A descoberta de petróleo na camada do pré-sal demandará mais de 250 mil novos profissionais. Assim, um mercado que já estava em alta permanecerá aquecido por muitos anos, em toda a cadeia de exploração, produção e comercialização do petróleo e gás. São grandes os investimentos na construção e modernização de polos  petroquímicos e  refinarias. Novos terminais de transferência de Gás Natural Liquefeito estão sendo construídos, bem como a malha de dutos terrestres e marítimos estão em ampliação. Além de vários outros projetos que estão em andamento e ratificam o crescimento do mercado.

Ao estudar na Unit, desde os primeiros semestres já é possível ir acumulando experiências por meio de estágios remunerados, com bolsas entre R$ 450 e R$ 724, ofertados pela própria instituição e empresas conveniadas, através da central de estágio. Ao concluir a graduação os salários iniciais superam aos R$ 4.300. Ao longo da carreira a média salarial ultrapassa os R$ 11.000. Estudar na Unit é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

Estudar no Unit é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

Traçar planos para a descoberta de jazidas de petróleo ou poços de gás natural é parte do trabalho de um Engenheiro de Petróleo. A formação profissional na Unit viabiliza a atuação em diversas áreas, desde processos de produção e logística, viabilizando reduções de custo e aumento de competitividade, até a distribuição do produto final para os postos e as indústrias.

Decidir o processo de perfuração dos poços, sem que haja desperdício de material e danos ambientais; avaliar riscos ambientais durante a exploração, produção e distribuição do produto; desenvolver e monitorar a produção de equipamentos para plataformas marítimas, nas petroquímicas e refinarias; são algumas das possibilidades. Você poderá também seguir a carreira acadêmica, já pensou em ser pesquisador ou professor? A área é vasta e a escolha é sua!

  • Perfuração, completação, restauração, estimulação e limpeza de poços petrolíferos;
  • Processamento e movimentação de gás natural;
  • Controle diário da produção de óleo, gás e água dos reservatórios;
  • Tratamento e movimentação do petróleo, das estações até os oleodutos;
  • Projeto de elevação artificial e bombeamento submarino;
  • Estudos de comportamento e acompanhamento de reservatórios de petróleo;
  • Estudos de impacto ambiental e da segurança das operações.

Informações

Jaqueline Silva Albuquerque Da Guia , Formada em Engenharia Química pela Universidade Federal de Campina Grande (2006), onde trabalhou como aluna bolsista da Agência Nacional do Petróleo e Biocombustíveis (ANP), desenvolvendo a pesquisa de catalisadores eficientes para Hidrotratamento de cargas de petróleo (2003-2005) o que lhe conferiu alguns artigos completos e resumos publicados em anais de congressos nacionais na área do Petróleo. Possui especialização em Petróleo, Gás e Biocombustíveis e mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Alagoas (2010). Atuou como professora do Curso de Formação Profissional em Petróleo e Gás da Inform Cursos Profissionalizantes, na cidade de Pilar (AL) (2010-2011) e como professora substituta do Instituto Federal de Alagoas, pela coordenadoria de Química, ministrando disciplinas de engenharia e química nos cursos: Técnico em Química, Licenciatura em Química e Tecnologia de Alimentos (2010-2012).

Docente
Titulação Ingresso Regime Disciplinas Lattes
Jaqueline Silva Albuquerque Da Guia Mestre