V E S T I B U L A R UNIT

A Engenharia Mecânica forma profissionais de engenharia aptos e competentes para desenvolver, projetar, instalar e operar sistemas mecânicos, termodinâmicos, eletromecânicos, desde sua concepção, análise e seleção de materiais, até sua fabricação, controle e manutenção.

Além de desenvolver e projetar máquinas e sistemas, o Engenheiro Mecânico pode também desenvolver pesquisas envolvendo tecnologias de última geração, liderar equipes de produção e manutenção, atuar no controle de qualidade, bem como projetar usinas e fábricas.

Trata-se de uma relevante profissão para o desenvolvimento econômico e tecnológico do país e de suas regiões, com grandes oportunidades de desenvolvimento e reconhecimento profissional para os Engenheiros Mecânicos.

Estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) projeta que em 2020 o Brasil terá entre 600 mil e 1,15 milhão de profissionais da engenharia, dentre os quais os Engenheiros Mecânicos.

Para exercer a profissão de Engenheiro Mecânico é necessário possuir diploma de bacharelado em Engenharia Mecânica, expedido por instituição de ensino superior credenciada e por curso reconhecido pelo Ministério da Educação, além de possui registro profissional no Conselho Regional de Engenharia (CREA) do estado.

Infraestrutura

o curso de Engenharia Mecânica da Unit AL possui a sua disposição a melhor estrutura física do Estado de Alagoas, bem como a mais moderna estrutura laboratorial e tecnológica, à disposição dos alunos e professores para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Corpo docente

formado por mestres e doutores, com experiência na docência e no mercado.

Monitoria

nos quais os alunos auxiliam os professores em investigações e aulas teóricas práticas, nos diversos laboratórios, promovendo a cooperação mútua, o avanço da ciência e o estabelecimento de novas práticas pedagógicas.

Pesquisa

com o Programa de Bolsas e Voluntário de Iniciação Científica, onde os alunos realizam as pesquisas sob orientação dos professores, podendo publicá-las nos Cadernos de Graduação e apresenta-las na Semana de Pesquisa (Sempesq).

Extensão

com o desenvolvimento de projetos, atividades e ações em interação com a comunidade externa, contribuindo para a formação e para o desenvolvimento regional.

Biblioteca

o curso tem a sua disposição a Biblioteca Geral e a Biblioteca Setorial das Engenharias, com acervo atualizado e ampliado semestralmente, disponível fisicamente e eletronicamente, acessível em qualquer lugar, com disponibilidade de e-books, periódicos e acesso as diversas bases de dados.

Internacionalização

parceria com instituições de ensino em todo mundo, que permitem ao aluno vivenciar parte do curso no exterior, preparando-o para as complexidades da sociedade global.

Empregabilidade

com o Unit Carreiras auxiliando, preparando e inserido os discentes no mercado de trabalho.

Parceria com o Google

estimulando a utilização das novas tecnologia de informação e comunicação e de novos e modernos ambientes de aprendizagem.

O mercado de trabalho para o Engenheiro Mecânico vai da indústria de bens de produção à indústria de bens de consumo. Ou seja, este profissional pode trabalhar em siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas, industrias naval, aeronáutica, automobilística, mecânica, eletroeletrônica, têxtil, de celulose, etc.

Considerando a importância dessas industrias para o desenvolvimento econômico e tecnológico do pais, o mercado de trabalho do Engenheiro Mecânico é um dos mais ricos e promissores.

Os Engenheiros Mecânicos possuem uma formação ampla e conhecimentos técnicos que os tornam aptos para trabalhar em outros setores da atividade econômica, como o comércio e os serviços, podendo ainda atuar como autônomos prestando consultoria de projetos diversos.

Estudar na Unit é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

O campo de atuação para o Engenheiro Mecânico é bastante amplo, visto que este profissional pode atuar em diversas atividades e nos mais variados tipos de indústria.
Da produção de eletrodomésticos, passando pela indústria naval, aeronáutica e automobilística, até a exploração de petróleo e gás, entre outras, a atuação do Engenheiro Mecânico pode ser requisitada.

Informações

Agnaldo Cardozo Filho, Possui Graduação em Engenharia Elétrica pela Faculdade Pio Décimo (2003), Mestrado em Engenharia de Processos pela Universidade Tiradentes (2007). Autor da Primeira Dissertação em Mestrados de Engenharia do Estado de Sergipe (03/2007). Em Maio de 2007 passou em 1º lugar no exame classificatório do Doutorado em Engenharia Industrial na UFBA. Atualmente é Doutorando em Engenharia de Processos na Universidade Tiradentes (2012/….). Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Processos de Dessalgação, atuando principalmente nos seguintes temas: petróleo, modelagem, monitoramento, condutivimetria e salinidade. E na área de Engenharia elétrica, com ênfase em Perícias, atuando principalmente nos seguintes temas: distribuição de energia elétrica, circuitos elétricos e eletrônica.

Objetivo Geral Formar profissionais cidadãos conscientes dos seus direitos e deveres, com amplos e sólidos conhecimentos teórico-práticos, alicerçados em formação humanista, com competência para atuar, isoladamente ou em equipe, em atividades relacionadas ao projeto e construção de componentes, máquinas, equipamentos mecânicos, instalações industriais, bem como na organização e supervisão dos processos de fabricação, montagem, funcionamento e manutenção de sistemas e métodos de produção mecânica. Objetivos Específicos
  • Formar profissionais dotados de consciência crítica e solidez conceitual para exercer um papel social encabeçando empreendimentos baseados em produtos de alto valor agregado.
  • Desenvolver pesquisas que envolvam conhecimentos acerca do desenvolvimento e implantação de projetos mecânicos com foco na implantação e gerenciamento de programas e sistemas de qualidade e redução de custo.
  • Desenvolver atividades de pesquisa e extensão que ampliem o campo de conhecimento e ampliem técnicas construtivas para analisar e otimizar processos e sistemas produtivos.
  • Capacitar profissionais para atuar em equipes multidisciplinares, utilizando tecnologias que atendam as necessidades sociais, culturais e econômicas da comunidade.
  • Desenvolver a consciência da responsabilidade social, do desenvolvimento sustentável com capacidade de fomentar empresas ancoradas em produtos que agreguem valor pela incorporação de alta tecnologia.
  • Estimular a criatividade, a autogestão e a flexibilidade, tornando os discentes aptos a se adequar às inconstâncias do mercado de trabalho, preservando os princípios éticos e legais.
  • Produzir um espaço de debate e ação em relação aos sistemas automatizados de controle de equipamentos em indústrias e edifícios comerciais e residenciais, desenvolvendo nos alunos a capacidade de intervir tecnicamente desenvolvendo projeto de controle e automação nesses espaços.
  • Capacitar profissionais para atuarem na concepção, no projeto, implantação, operação e manutenção de componentes, dispositivos ou equipamentos mecânicos.