V E S T I B U L A R 2017.2

O engenheiro eletricista é o fio condutor no desenvolvimento de novas tecnologias. Geração, transmissão e distribuição de energia pautam o cotidiano desse profissional que contribui constantemente para o desenvolvimento de máquinas e produtos que revolucionam vidas.

Matriz curricular

completamente atualizada, que articula ensino, pesquisa e extensão para proporcionar a você uma vivência prática desde os primeiros períodos.

Infraestrutura

com destaque para o complexo de modernos laboratórios, destinados a práticas em disciplinas.

Corpo docente

composto por mestres e doutores, que vivenciam diariamente a prática da profissão e objetivam contribuir para o avanço da ciência.

Parcerias

com indústrias de eletrônicos e empresas da área de desenvolvimento tecnológico que estão na vanguarda e apresentam lançamentos de produtos e equipamentos de alto padrão.

Núcleo de pesquisa e desenvolvimento

em engenharia elétrica, que viabiliza o exercício prático da profissão e a solução de problemas reais.

Pesquisa e monitorias

nos quais os alunos auxiliam os professores em investigações e aulas práticas, nos diversos laboratórios, promovendo a cooperação mútua, o avanço da ciência e o estabelecimento de novas práticas pedagógicas.

Práticas extensionistas

que viabilizam o contato com a comunidade e o enriquecimento da formação, desde os primeiros períodos.

Biblioteca moderna

com acervo atualizado e acesso aos principais periódicos do mundo, além de ambientes planejados para estudos e recursos tecnológicos de alto padrão.

Convênios

com instituições de destaque e programas de internacionalização, que permitem ao aluno vivenciar parte do curso no exterior, preparando-o para as complexidades da sociedade global.

Estudar no Unit

é ter a certeza de escolher uma universidade que oferta condições concretas para o desenvolver das suas atividades com excelência.

Mercado de Trabalho

O processo de constante inovação tecnológica, bem como a modernização dos serviços de telecomunicações aquecem o mercado de trabalho para engenheiros eletricistas. Além disso, o crescimento ininterrupto da construção civil, o programa de aceleração do crescimento do Governo Federal, as olimpíadas de 2016, a extração de petróleo do pré-sal e o aumento da demanda energética são fatores que ratificam a ascensão do mercado para este profissional. Tanto o setor público quanto o privado apresentam excelentes oportunidades. Concessionárias de energia, construtoras, empresas de tecnologia da informação são empregadoras tradicionais. 

Ao estudar no Unit, desde os primeiros semestres já é possível ir acumulando experiências por meio de estágios remunerados, com bolsas entre R$ 400 e R$ 724, ofertados pela própria instituição e empresas conveniadas, através da central de estágio. Ao concluir a graduação os salários iniciais superam aos R$ 3.500,00. Ao longo da carreira a média salarial ultrapassa os R$ 12.000. Estudar no Unit é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

Estudar no Unit é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

Área de Atuação

Planejar, supervisionar e executar projetos na área de eletrotécnica é só uma das muitas possibilidades de atuação do Engenheiro Eletricista.

A formação profissional no Unit viabiliza a atuação em diversas áreas, desde desenvolvimento de equipamentos eletrônicos destinados à automação de linhas de produção industrial até a engenharia biomédica, projetando e construindo equipamentos médico-assistenciais. Desenvolver circuitos para aquisição de dados como áudio, temperatura, umidade; projetar e construir usinas; ampliar e dar manutenção a redes de alta tensão; desenhar componentes e desenvolver sistemas; projetar, fabricar e testar chips destinados a sistemas de computação; construir sistemas e equipamentos para comunicação e processamento digital de sinais; são algumas das áreas de atuação. Você poderá também seguir a carreira acadêmica, já pensou em ser pesquisador ou professor? A área é vasta e a escolha é sua!

  • Desenvolver circuitos para aquisição de dados como áudio, temperatura, umidade;
  • Projetar e construir usinas;
  • Ampliar e dar manutenção a redes de alta tensão;
  • Desenhar componentes e desenvolver sistemas;
  • Projetar, fabricar e testar chips destinados a sistemas de computação;
  • Construir sistemas e equipamentos para comunicação e processamento digital de sinais.

Informações

Agnaldo Cardozo Filho, Possui Graduação em Engenharia Elétrica pela Faculdade Pio Décimo (2003), Mestrado em Engenharia de Processos pela Universidade Tiradentes (2007). Autor da Primeira Dissertação em Mestrados de Engenharia do Estado de Sergipe (03/2007). Em Maio de 2007 passou em 1º lugar no exame classificatório do Doutorado em Engenharia Industrial na UFBA. Atualmente é Doutorando em Engenharia de Processos na Universidade Tiradentes (2012/….). Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Processos de Dessalgação, atuando principalmente nos seguintes temas: petróleo, modelagem, monitoramento, condutivimetria e salinidade. E na área de Engenharia elétrica, com ênfase em Perícias, atuando principalmente nos seguintes temas: distribuição de energia elétrica, circuitos elétricos e eletrônica.

Docente
Titulação Ingresso Regime Disciplinas Lattes
Agnaldo Cardozo Filho Mestre

Objetivo Geral

Formar profissionais competentes, éticos e capazes de atuar em todos os setores de sua formação, participando de maneira consciente no desenvolvimento socioeconômico regional e nacional.

Objetivos Específicos

  • Capacitar o profissional para atuar na concepção, no projeto, implantação, operação e manutenção de equipamentos e sistemas elétricos;
  • Formar profissionais dotados de consciência crítica e solidez conceitual para exercer um papel social encabeçando empreendimentos baseados em produtos de alto valor agregado;
  • Desenvolver pesquisas que envolvam conhecimentos acerca da elaboração e implantação de projetos, com foco na implantação e gerenciamento de programas e sistemas de qualidade e redução de custo;
  • Desenvolver atividades de pesquisa e extensão que ampliem o campo de conhecimento e ampliem técnicas construtivas para analisar e otimizar processos e sistemas produtivos;
  • Capacitar o profissional para atuar em equipes multidisciplinares, utilizando tecnologias que atendam as necessidades sociais, culturais e econômicas da comunidade;
  • Propiciar a aquisição de conhecimentos universais e uma base sólida em conceitos e princípios básicos na área de Engenharia Elétrica;
  • Desenvolver a consciência da responsabilidade social, do desenvolvimento sustentável com capacidade de fomentar empresas ancoradas em produtos que agreguem valor pela incorporação de alta tecnologia;
  • Estimular a criatividade, a autogestão e a flexibilidade, tornando os discentes aptos a se adequar às inconstâncias do mercado de trabalho, preservando os princípios éticos e legais.