MENU

Site oferta mais de 13 mil vagas na área de enfermagem

Com atuação principalmente em hospitais e redes de saúde, a enfermagem é uma das áreas profissionais que mais crescem em meio à pandemia

às 22h23
A Enfermagem é considerada uma das maiores profissões do mundo, com cerca de 20 milhões de profissionais (Unsplash)
A Enfermagem é considerada uma das maiores profissões do mundo, com cerca de 20 milhões de profissionais (Unsplash)
Compartilhe:

Definitivamente, a pandemia da Covid-19 trouxe ainda mais visibilidade às profissões da área da Saúde, a exemplo, da Enfermagem, que é considerada uma das maiores do mundo com aproximadamente mais de 20 milhões de enfermeiros. Atualmente, um único site oferta mais de 13 mil vagas na área, com salários que variam de R$ 1.603,24 a R$ 3.994,17.

De acordo com um levantamento realizado pelo Banco Nacional de Empregos (BNE), março e dezembro do ano passado figuraram entre os meses de maior volume de vagas abertas para profissionais na plataforma de emprego. Em março de 2021, um novo crescimento foi registrado na oferta de oportunidades.

Atualmente, estão abertas 13.447 vagas no site do BNE para diferentes especializações. São 8.354 para técnico de enfermagem, 3.761 para enfermeiro, 1.244 para auxiliar de enfermagem, 52 para supervisor de enfermagem e 36 para gerente de enfermagem, sendo que os salários variam de R$ 1.603,24 a R$ 3.994,17.

“O enfermeiro atua como líder, desenvolve cuidados clínicos em ambiente comunitário e/ou ambulatorial, implementa protocolos de biossegurança, gerencia sua equipe de trabalho, coordena e advoga pela resposta das políticas locais, estaduais e nacionais, empreende em áreas assistenciais e de educação, e ainda desempenha papel fundamental nas práticas de educação em saúde, com medidas de orientação quanto às práticas de biossegurança”, destaca a professora Derijulie Siqueira de Sousa, docente do curso de Enfermagem da Universidade Tiradentes (Unit Sergipe), doutoranda em Saúde e Ambiente, e conselheira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren/SE).

Ainda segundo a professora, diante de suas habilidades e competências, a Enfermagem teve suas práticas profissionais evidenciadas durante a pandemia e adentrou em espaço, até então, pouco explorado. “Enquanto enfermeira, mãe, professora e militante da enfermagem, me deparei com a necessidade em contribuir com a rede de ensino do país para a retomada gradual das aulas presenciais com medidas de biossegurança apropriadas. A pandemia fez despertar a necessidade da enfermagem dentro do ambiente escolar trazendo cuidado e segurança a quem convive neste contexto (alunos, educadores, colaboradores, pais e administradores)”, ressalta. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: