MENU

Psicanálise no Varal ganha destaque no Unit

"Psicanálise no Varal" é uma intervenção visual que tem como objetivo possibilitar um espaço de difusão e discussão da Psicanálise e sua interlocução com a Psicologia

às 10h55
Compartilhe:

O Centro Universitário Tiradentes – Unit através das ações de seus professores sempre proporciona novas experiências aos seus alunos. Na oportunidade a professora Gabriela Costa Moura, juntamente com seus alunos, apresentaram o trabalho “Psicanálise no Varal”. O evento aconteceu no hall do bloco C e proporcionou um novo aprendizado para os envolvidos.

O surgimento da aplicação desta ideia no Unit veio através da experiência em que a professora Gabriela participou como ouvinte e espectadora do “Papel no Varal”. Uma iniciativa cultural que visa à exposição e declamação de poesias, idealizado pelo poeta e professor universitário Ricardo Cabús.

O trabalho “Psicanálise no Varal” é uma intervenção visual que tem como objetivo possibilitar um espaço de difusão e discussão da Psicanálise e sua interlocução com a Psicologia. Propiciando o conhecimento sobre o campo da Psicanálise e suas contribuições para o entendimento das questões do sofrimento psíquico e seus sintomas. Tal atividade vai além da sala de aula, expandindo o conhecimento psicanalítico para os corredores e ambientes acadêmicos, visando assim, dialogar com outros campos do saber.

“A experiência de exposição do varal foi muito importante e interessante pois, não somente alunos de Psicologia participaram e dialogaram conosco, mas também alunos de outros cursos como Direito e Odontologia participaram e interagiram com os integrantes do trabalho”, coloca Gabriela Costa Moura professora responsável pela ação.

O projeto “Papel no Varal”, foi elaborado e construído juntamente com os alunos do 2º período diurno, do curso de Psicologia, que se engajaram na proposta da disciplina Matriz do Pensamento Psicológico I.

“Acredito que os alunos participantes gostaram de realizar a tarefa, uma vez que todos que estavam lá só elogiaram seus serviços. Os transeuntes pararam para ler as frases e alguns poucos para conversar com os “monitores”, o que foi legal, essa interação é importante no processo de troca de informação. Eu, particularmente gostei muito de estar lá organizando o varal, inclusive surgi com a ideia de colocar um divã improvisado no meio do varal, ficou engraçado. A experiência foi única, pois foi a primeira atividade científica feita pelos alunos da minha sala, e foi feito de uma maneira divertida, saindo da sala de aula e montando um ambiente para se fazer e trazer a informação”, colocou o aluno Fillipe Luna.

“Esse tipo de atividade é importante para uma visão mais ampla do aluno. Aprender vai muito além da sala de aula. Estamos fazendo nesse momento do curso um primeiro contato com as obras de Freud e o Varal nos ajuda de uma forma criativa”, coloca a aluna Mayra Bernardina.

 

Compartilhe: