MENU

Projeto Telelongevidade promove interação de forma remota para idosos

Iniciativa conta com a participação de acadêmicos e professores de diversas áreas

às 12h31
Compartilhe:

Por João Paulo Macena – Algo Mais Consultoria e Assessoria

Pensando em possibilitar aos idosos interação e descontração de forma remota, dado a necessidade do isolamento social causado pela pandemia, alunos do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL), bem como professores internos e externos criaram o Projeto de Extensão Telelongevidade. O projeto funciona da seguinte forma: são realizadas ligações semanais diretas ou por videochamada para os idosos participantes com duração de 30 a 60 minutos, as quais são norteadas por um tema central e atividades educativas complementares, estas selecionadas com o auxílio de profissionais.

Com uma equipe multiprofissional composta por 10 acadêmicas de medicina, o projeto ainda tem o apoio de profissionais como: assistente social, psicólogo, terapeuta ocupacional e nutricionista, reforçando o quanto uma equipe multidisciplinar é importante para o desenvolvimento integral da atenção ao idoso.

Uma dessas profissionais é Flávia Melro, assistente Social, docente do curso de Medicina da Unit/AL, que destacou a importância do projeto para a integração dos corpos discente e docente com a comunidade, sobretudo com os idosos.

“Outro objetivo do projeto é integrar ensino, serviço e comunidade, demonstrando que nem sempre o contato físico é necessário para a promoção da saúde. É importante compreender a realidade de muitos idosos, entendendo suas limitações, vulnerabilidades e períodos de solidão. Foi mediante a esse cenário que surgiu a iniciativa”, frisou Flávia Melro.

Para participar, o idoso deve preencher o formulário: forms.gle/rmQGSgNdsjkYaRum6, que também será disponibilizado por meio de convites no WhatsApp e pelo perfil do projeto no Instagram: @telelongevidade.

Equipe profissional e de acadêmicos

Os profissionais envolvidos no projeto, além de Flávia Melro, são: Theresa Cristina de Albuquerque Siqueira. Nutricionista, docente do Curso de Medicina e Nutrição Centro Universitário Tiradentes; 

Madson A. Maximiano-Barreto. Psicólogo, mestre em Gerontologia e Doutorando em Psicologia pela UFSCar;

Maria Helena Rosa. Terapeuta Ocupacional, docente do curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes e Terapeuta Ocupacional do @espacoterapeuticosermais;

Genilda Leão. Assistente social, docente do Curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes; 

Camilla Barbosa. Assistente social, pós-graduanda em neuropsicopedagogia e Co-fundadora do Viva a Longevidade;

Já as estudantes são: Carla Barbosa; Gabriela Irene; Maíra Canuto; Tayná Calumby; Ana Laura Oliveira; Laura Araújo; Gabrielle Nunes; Jéssica Borba; Vanessa Mendes e Maryne Leite. 

Compartilhe: