MENU

Professora e alunos publicaram artigo na Revista Ciência Plural

Diabetes Mellitus é tema de pesquisa científica

às 17h27
A iniciação cientifica é uma grande oportunidade que os alunos e professores tem de contribuírem com o desenvolvimento da sociedade e os alunos do curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes – Unit AL sabem bem o que é isso. A professora Dra. Ana Marlusia Alves Bomfim, juntamente com mais quatro alunos, publicaram o artigo intitulado “Abordagem dinâmica das complicações do Diabetes Mellitus e da Hipertensão Arterial quando negligenciadas: um relato de experiência”, na Revista Ciência Plural da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN.
Compartilhe:

O artigo fala sobre o Diabetes Mellitus – DM, que atinge cerca de quatorze milhões de pessoas e um em cada quatro brasileiros vive perante risco de morte por causa da Hipertensão Arterial Sistêmica – HAS. Parte desse resultado é decorrente, principalmente, de fatores de risco modificáveis, como o consumo excessivo de sódio e de carboidratos e a inatividade física. A produção científica visa relatara experiência de uma abordagem dinâmica e interativa sobre as consequências da DM e HAS quando não tratadas, de forma a impactar e fazer com que parte dos usuários do Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF, no bairro Santa Lúcia, em Maceió, desenvolvam o autocuidado.

Quanto aos recursos metodológicos, foi realizada uma conversação acerca dessas doenças crônicas, utilizando-se de pinturas corporais a fim de demonstrar as complicações dessas doenças no organismo. Os resultados foram bastante expressivos e essa atividade se mostrou efetiva ao incentivar o grupo alvo a colocar em prática as formas de prevenção apresentadas, incluindo a prática de atividades físicas e a reeducação alimentar.

A professora orientadora, Ana Marlusia Alves Bomfim, falou sobre os detalhes da produção. “Como tutora das discentes na disciplina Integração Ensino-Serviço e Comunidade (IESC), realizando o papel de facilitadora e visando ocorrer a consolidação do ensino-aprendizagem no âmbito das atividades curriculares desenvolvidas nos serviços de saúde, auxiliei as alunas a ampliarem os seus olhares na perspectiva da educação em saúde para um grupo de mulheres que realizavam ginástica sob a orientação dos professores do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, na Unidade de Saúde da Família – Vereador Sérgio Quintella. Procuramos nos aproximar e percebemos que estas senhoras precisavam de orientação, no tocante à educação em saúde, sobre a prevenção do Diabetes Mellitus (DM) e Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). Como a educação em saúde tem o poder de transformar e quebrar paradigmas, decidimos então propiciar uma tarde de orientações de forma lúdica, onde as alunas realizaram uma roda de conversa com o público-alvo e pintaram feridas em seus corpos, demonstrando as possíveis consequências da falta de cuidado. Ressalto que o ponto culminante foi termos participado da aula de ginástica, juntamente com estas senhoras, e estreitarmos os laços de companheirismo e amizade, como também a compreensão a respeito da humanização na formação, primando pela construção de valores e aproximando o futuro profissional de saúde da comunidade. Tendo em vista os resultados apresentados e a excelente participação e interação do grupo, acreditamos que essa ação teve uma importante função social, uma vez que torna o público atingido o sujeito ativo frente a sociedade e que enriquece a formação dos futuros profissionais da área da saúde”.

Os alunos do 2º período de medicina que participaram da produção foram: Santília Tavares Ribeiro de Castro e Silva, Soniely Nunes de Melo, Bruna Rafaella Santos Torres, Rayana Ribeiro Trajano de Assis.

“A disciplina de Integração Ensino Serviço e Comunidade (IESC) proporciona o desenvolvimento de um elo muito grande entre os estudante e a comunidade, que nos permite conhecer os problemas de saúde de maior incidência e ali desenvolver projetos, que possam impactar na problemática. Assim ocorreu com o desenvolvimento desse artigo, que se trata de um relato de experiência e que aborda os cuidados com as pacientes hipertensas e diabéticas da USF Vereador Sérgio Quintela. Em parceria com o NASF pudemos acompanhar essas pacientes por um semestre e proporcionar momentos de exercícios físicos e outras atividades, de forma a melhorar a qualidade de vida dessas. Assim, a experiência foi enriquecedora, pois além de ter impacto na saúde de cada uma das senhoras ali presente, contribuiu para a nossa formação acadêmica, ressaltando ainda a participação da professora Ana Marlusia, pois o estímulo ao olhar mais humanizado partiu dela”, afirma a aluna Santília Tavares.

Compartilhe: