MENU

Professora Doutora recebe Prêmio Inovação em Economia Circular

Pesquisadora ganha R$ 25.000 para comprar equipamento e desenvolver projeto de tijolo com casca de sururu

às 14h29
Na manhã da última segunda-feira, 14, a professora Dra. Janaína Junkes integrante do Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas - SOTEPP do Centro Universitário Tiradentes – Unit AL, recebeu o prêmio de Inovação em Economia Circular, na categoria Instituição de Pesquisa. A cerimônia de premiação aconteceu no gabinete do Prefeito de Maceió e reuniu autoridades de Estado e educacionais.
Compartilhe:

O projeto premiado tem como título “Concha de sururu como matéria prima alternativa na fabricação de tijolos solo-cimento”. Tema que faz parte da linha de pesquisa que a professora Janaína Junkes vem desenvolvendo desde sua entrada no Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas da UNIT-AL.

O projeto tem uma alta relevância para a sociedade e visa contribuir para o reaproveitamento dos resíduos (conchas) gerados pela exploração do sururu, diminuindo, dessa forma, o impacto negativo da deposição desses resíduos no ambiente, como por exemplo, a proliferação de doenças infectocontagiosas causadas pelos sambaquis e a degradação ambiental. Além disso, ele contribui para o desenvolvimento socioeconômico da comunidade local (Sururu do Capote) como uma forma alternativa de renda.

A pesquisadora fala da satisfação em receber o prêmio. “Estou muito feliz! Esse recurso será utilizado exclusivamente na compra de equipamentos para o Laboratório de Análises Ambiental (LANA) que eu coordeno, do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), localizado na UNIT-AL. Isso permitirá o desenvolvimento desse e de outros projetos do laboratório na área de gestão de resíduos sólidos”.

Janaina comenta que alguns ensaios preliminares e que nortearam a elaboração desse projeto foram feitos no SENAI Maceió, que gentilmente cedeu um equipamento para tal. Quem também merece destaque é a parceria feita com os alunos do curso de Engenharia Civil da UNIT-AL, Amanda Tenório e Paulo Chagas, que defenderam o TCC nesse tema. Após análise das propostas foram classificados três projetos na área de Instituições de Pesquisa, sendo que dois foram contempladas com 25 mil cada. 

O Prêmio Inovação em Economia Circular é concedido pelo projeto “Maceió Mais Inclusiva através de Economia Circular”, executado pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade (IABS) por meio dos recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no âmbito do Convênio ATN/ME – 15 842-BR, sendo realizado em parceria com a Prefeitura de Maceió e tendo apoio da empresa química e petroquímica brasileira Braskem, da Agência de Fomento do Estado de Alagoas (Desenvolve), do SEBRAE Alagoas e da Universidade Politécnica de Madrid (UPM). O Prêmio tem como foco apoiar projetos e ações que tragam soluções pautadas em princípios da economia circular, preferencialmente para ações que contemplem soluções aos rejeitos da cadeia do sururu e os resíduos do pescado como insumo a novas cadeias produtivas”.

Compartilhe: