MENU

Professor utiliza Gamificação como instrumento de avaliação

Método visa promover a aprendizagem significativa antes e durante a aplicação

às 14h48
Com o passar dos tempos novas formas de avaliação começaram a ser implantadas em sala de aula e a Gamificação foi uma delas, um instrumento que visa fortalecer grupos e resgatar alunos que possivelmente não estejam acompanhando o ritmo da turma. O professor Mestre Fabiano S. Brião já está implantando a ferramenta e conquistou resultados expressivos.
Compartilhe:

A Gamificação foi uma metodologia apresentada pela Unit/SE, que chegou para Unit AL em 2015, sendo apresentada pelo Prof. Dr. Paulo Jardel Leite Araújo que é Pós-doutor em Currículo por Competências pela Universidad de La Habana. Após esse contato inicial o professor Fabiano adicionou novos conhecimentos a essa ferramenta e criou adaptações para as disciplinas de geometria analítica e métodos estatísticos, as quais ele leciona.

Segundo o estudante Gabriel Couto a Gamificação foi uma experiência única. “É um ótimo método para incentivar os novos alunos da Unit a se empenhar mais, pois um jogo é sempre mais divertido e interessante que uma aula tradicional. Por sermos avisados com antecedência sobre tal, a competitividade se aflora, o desejo de vencer o jogo faz com que a maioria de nós se empenhe mais, para ser capaz de responder as questões mais difíceis e consequentemente somar mais pontos para vencer o jogo”, conta Gabriel.

Como Funciona

O professor Fabiano explica que os alunos participam disputando a vitória através de equipes, que tentam estrategicamente ganhar a pontuação das outras, e pontuar acertando questões respondidas individualmente sem consulta. Essas questões possuem pesos diferentes e os alunos só descobrem qual é a questão após escolher a pontuação que a mesma valerá.

“Essa gamificação tem como objetivo, fortalecer os grupos, o grupo todo, resgatar os alunos que estão um pouco mais atrasados colocando a eles o compromisso com o grupo. Promove a aprendizagem significativa antes e durante a gamificação. Contudo, reforça a aprendizagem” finaliza o professor.

Compartilhe: