MENU

Pode ou não pode? Limites da produção de conteúdo digital por profissionais

Muitas profissões, principalmente da área da saúde, possuem restrições sobre o conteúdo digital que pode ser postado em redes sociais

às 18h08
Compartilhe:

A produção de conteúdo digital pode muitas vezes ultrapassar limites profissionais. Muitos Conselhos e Sindicatos apresentam restrições sobre o que pode ser divulgado alegando falta de ética e de responsabilidade por parte do profissional comprometendo o registro e até a cassação do diploma.

Na área da Nutrição, Emilly Araújo, nutricionista e estudante da pós em Nutrição Esportiva e Estética da Unit Alagoas explica que ao compartilhar informações sobre alimentação nas redes o único objetivo é a promoção da saúde, principalmente em relação a orientações e procedimentos, deixando claro que os resultados não serão os mesmos para todos.  

“Não podemos fazer promoções nem sorteios de consultas como forma de propaganda para nós mesmos ou para o local de trabalho. Nem podemos postar fotos de antes e depois de pacientes, mesmo com autorização por escrita deles”, conta Emilly.

A profissional também comenta que no conteúdo digital não pode passar orientações nutricionais usando como exemplo marcas específicas nem indicar, manifestar preferência ou associar a imagem a uma marca em específico, sejam elas suplementos, serviços e farmácias.

Caso um nutricionista seja denunciado por fazer alguma dessas situações, o conselho da área punirá e acompanhará a conduta do profissional de perto. Se a situação continuar poderá haver a perda do diploma.

Apesar a internet parecer um local “sem dono”, cada profissão possui seus procedimentos éticos que devem ser levados também para o meio digital, quando criado um perfil profissional.

Compartilhe: