MENU

Napps da Unit AL acompanha alunos com TDAH e dislexia

Núcleo se propõe em oferecer um ensino baseado na igualdade e transparência

às 19h18
Compartilhe:

No último dia 09 de novembro, o Senado aprovou um projeto de lei que garante direitos aos estudantes diagnosticados com dislexia, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) ou qualquer outro transtorno de aprendizagem. No Centro Universitário Tiradentes – Unit Alagoas, o acompanhamento a graduandos com esses transtornos já acontece há algum tempo pelo Núcleo de Apoio Psicossocial (Napps).

De acordo com a psicóloga do Napps, Vanessa Ferreira, existem vários alunos com TDAH, dislexia e que apresentam comorbidade, ou seja, tem os dois transtornos. “Todos os nossos alunos, que tenham diagnósticos comprovado, tem direito a dilatação do tempo de prova e acompanhamento durante todo o semestre letivo. Realizamos também reuniões com coordenações e professores, a fim de passar as especificidades de cada caso, adaptação de provas quando necessário e encaminhamento do aluno quando preciso para fins diagnósticos com profissionais da área e contato constante com esse aluno”, explica.

Vanessa comenta que todo esse trabalho é realizado de forma transparente e com uma comunicação direta com os alunos, para que o núcleo possa ser mais assertivo no acompanhamento oferecido.

Sobre a lei aprovada, a psicóloga reconhece a sua importância e, como sancionada, precisa ser seguia e respeitada. Porém, ela diz que quem trabalha diretamente com esses alunos, sabe que são questões que vão muito além de uma lei, de algo que deve ser feito. “Na verdade, é algo do qual eles têm direito de que seja feito, garantindo acesso a um ensino de qualidade, equidade em sala de aula e uma visão não capacitista, respeitando a potencialidade de todos e ofertando esse espaço e lugar de fala”, finaliza.

Compartilhe: