MENU

Maior preocupação com bem-estar e saúde mental gera demanda para psicólogos

Diversidade no exercício profissional vai do consultório particular, passa pela forte atuação na saúde pública, até a presença do psicólogo nas escolas

às 21h23
 Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 18,6 milhões de brasileiros sofreram com ansiedade e outros problemas de saúde mental (Pixabay)
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 18,6 milhões de brasileiros sofreram com ansiedade e outros problemas de saúde mental (Pixabay)
Angélica Piovesan, professora e coordenadora operacional do Curso de Psicologia da Unit Sergipe
Compartilhe:

Chamada de Ciência da Alma, a Psicologia é a área que auxilia o indivíduo no autoconhecimento, na melhoria dos relacionamentos interpessoais e na promoção da saúde mental. Este último caso, em particular, tem ganhado mais visibilidade nos últimos anos, afastando o estigma em torno de quem busca atendimento.

Cada vez mais cuidar de si é cuidar da mental e a Psicologia, enquanto campo científico e profissional, é uma das áreas protagonistas no segmento. Ela cuida do aspecto social e comportamental das pessoas, ajudando pacientes a melhor compreenderem seus pensamentos, dificuldades atuais e experiências passadas.

Segundo o código de ética da profissão, entre outras coisas, “o psicólogo trabalhará visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades e contribuirá para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.”

Diferentes linhas da psicologia

Psicólogos trabalham principalmente por meio da conversa com seu paciente, por meio da troca de informações que vai propiciar a superação de um obstáculo mental. Alguns testes e avaliações estruturadas também podem fazer parte do trabalho. 

Na terapia, o profissional especializado em saúde mental e seu paciente se envolvem num processo que objetiva resolver comportamentos problemáticos, trabalhar sentimentos, crenças e até mesmo sintomas físicos relacionados. 

Dentro da Psicologia tradicional existem cinco linhas principais de terapia: Psicanálise, Terapia Analítica, Psicodrama, Psicologia Comportamental e Gestalt. No entanto, outras áreas se desenvolveram com o passar do tempo, com destaque para a Psicologia Positiva.

O psicólogo pode ainda trabalhar em conjunto com outros profissionais como, por exemplo, o psiquiatra, que é formado em Medicina e apto a medicar nos casos necessários. São trabalhos que podem ser complementares ou não, de acordo com a necessidade de cada caso. 

Mercado de trabalho

De acordo com o Conselho Federal de Psicologia, atualmente existem cerca de 402 mil psicólogas e psicólogos formados no Brasil. O mercado de trabalho é bem amplo, pois há diversidade no exercício da profissão, que vai do consultório particular, passa por uma forte atuação na área da saúde pública, até a crescente inserção do psicólogo em contextos institucionais e em equipes multiprofissionais.

Além disso, a perspectiva é de crescimento dos postos de trabalho depois da aprovação da Lei nº 13.935/2019. Ela dispõe sobre a prestação de serviços de Psicologia nas redes públicas de Educação Básica, de forma a agregar qualidade ao processo de aprendizado e educação socioemocional aos estudantes. Estados e municípios têm aplicado a lei de forma gradual desde então.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) alertou, em 2020, que a pandemia da COVID-19 pode afetar a saúde mental das pessoas, que já andava maltratada. Com isso, os próximos meses e anos podem ver crescer significativamente as necessidades de saúde mental e apoio psicossocial. 

Investir em programas nacionais e internacionais de saúde mental se torna mais importante do que nunca. Isso significa proporcionar maior acesso a estes serviços para todos que precisam e em todos os lugares.

Estudar Psicologia

A grade curricular de formação de psicólogos inclui disciplinas com bases biológicas e sociológicas, filosóficas, antropológicas, entre outras, relacionadas aos fenômenos psíquicos. Na Universidade Tiradentes, o corpo docente conta com profissionais mestres e doutores, com vasta experiência no mercado. São eles que vão orientar os estudantes do curso na clínica-escola, bem como nos laboratórios que integram a graduação em Psicologia da Unit.

A universidade possui ainda parcerias com diversas instituições nas quais os estudantes podem realizar estágios curriculares, sob orientação profissional, e assim aplicar e aperfeiçoar o conteúdo aprendido nas aulas. 

A Doutora em Psicologia, Angélica Piovesan, que é  da coordenação operacional do Curso de Psicologia da Unit Sergipe, fala da formação que é oferecida ao estudante que opta por essa carreira. 

“Cada vez mais há a necessidade de termos mais profissionais formados e qualificados. O curso de Psicologia dura cinco anos nos quais os alunos têm as práticas específicas de como lidar com o paciente, seja em atividades clínicas, atividades grupais ou em instituições. Nossa formação é de excelência, com muitas aulas nos laboratórios de avaliação, de práticas grupais e de neuroanatomia, então é um curso que prepara o aluno para lidar de forma eficaz com o paciente. No momento de atuação, o nosso público é tanto  infantil, adolescente, adulto, idoso ou grupos, tudo vai depender da necessidade, seja individual ou da empresa. A nossa formação consegue atuar em diversas situações e também a depender da abordagem que está sendo trabalhada pelo profissional”.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: