MENU

Live discutiu áreas de atuação dos profissionais de Odontologia

Especialista e egresso da Unit falaram como a profissão pode transformar o profissional e a comunidade

às 12h29
Live está disponível no canal do Youtube da Unit AL
Live está disponível no canal do Youtube da Unit AL
Compartilhe:

As transmissões online das Lives Tiradentes seguem levando mais conhecimento para alunos do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL) e para a sociedade em geral. Na segunda-feira (08), a live foi ‘O papel transformador da Odontologia’, com a participação do cirurgião bucomaxilofacial Henrique Barros, Professor Doutor do curso de Odontologia da Unit/AL; e Robert Souza, cirurgião dentista egresso da UNIT/AL, atualmente em Especialização em Reabilitação Oral com a Associação Brasileira de Odontologia em Sergipe (ABO/SE).

Os especialistas falaram sobre a carreira do cirurgião dentista, da universidade até o mercado de trabalho, sobre suas primeiras impressões após ingressar no mundo profissional e as diversas alternativas que vão bem além do sonho de ter a própria clínica.

Henrique Barros ressaltou que é fundamental a proximidade entre professores e egressos, sobretudo no início da jornada profissional, lembrando que a chave para o sucesso pode surgir a partir dessa relação e do amor verdadeiro pelo que se faz.

“É escolher o que lhe realiza, o que lhe faz sair todos os dias de casa e o que lhe completa. Claro que terão dias mais difíceis. O amor não é só o ‘sim’. No início da profissão é preciso perseverar, como no início de um casamento, até se adaptar, estando sempre atentos”, frisou Barros.

Outro tema discutido na live foi o exercício ilegal da profissão, a partir do charlatanismo e curandeirismo envolvendo a odontologia, assim como as ainda incidentes precariedades da área registradas em outros países e no interior do Brasil, mesmo com o país possuindo uma odontologia de excelência, reconhecida mundialmente, a partir da qualidade da formação de novos dentistas.

Citando a própria Unit/AL, Henrique Barros, reforçou a importância de trabalhos de extensão e relacionamento dos estudantes com a comunidade, fazendo levantamentos de saúde pública, participação em campanhas e os primeiros atendimentos com supervisão dos professores.

Robert Souza relembrou o tempo em que foi aluno da Unit/AL e o quanto as atividades práticas foram transformadoras e contribuem até hoje com sua carreira.

“Desde o primeiro período a gente já tem atuações em campo, com escovação supervisionada e orientações de higienização bucal em escolas, iniciando esse contato com o público. O atendimento vai muito além do consultório, do procedimento. Hoje, trabalhamos muito com a parte preventiva por conta dessa base”, afirmou.

Outros caminhos transformadores da odontologia

Ambos discutiram exemplos de dentistas “fora da cadeira”, como o empresário Geninho Thomé, que iniciou a carreira fabricando implantes dentários em seu consultório e vendeu sua empresa por R$1,2 bilhão; e o empresário Paulo Batista, dono de uma empresa varejista de produtos odontológicos.

Os especialistas ainda enfatizaram o papel do profissional odontólogo no desenvolvimento de softwares e aplicativos para o setor e que possam atender e realizar a inclusão de pacientes que tenham algum tipo de deficiência, bem como a atuação do dentista como professor, escritor, palestrante e pesquisador que cria e aprimora produtos para a indústria farmacêutica. Outras alternativas citadas foram a atuação do dentista de indústria, das polícias e das Forças Armadas.

A atuação de dentistas em comunidades ribeirinhas e indígenas e projetos como o Doutores sem Fronteiras também foram tópicos discutidos na live. Outro tema foi o papel do digital influencer da área de odontologia, destacando os pontos positivos (como a proximidade com o público, ganho de visibilidade e a divulgação de bons conteúdos) e negativos (como a falta de formação adequada para passar alguns tipos de informação).

Os especialistas ainda responderam questionamentos feitos pelos espectadores. Entre as tantas perguntas, como a profissão mudou a vida deles. “Através da odontologia me tornei uma pessoa mais humana, passei a me colocar mais no lugar do outro. Comecei a enxergar as pessoas com mais humanidade e passei a dar mais importância as pequenas coisas”, respondeu Robert Souza.


Ao dar sua resposta Henrique Barros, reforçou o quanto a empatia é importante nessa profissão. “Entender o lado do paciente é o primeiro aspecto. Devemos nos colocar no lugar do outro e fazer a melhor coisa pelo outro porque sempre temos o retorno. Através da odontologia pude perceber um tipo de gratidão diferente, mais presente em pessoas humildes e isso me fez mais humilde ainda”, concluiu.

A live completa está disponível no link: https://youtu.be/Wyy-GGvmUB

Por João Paulo Macena – Algo Mais Consultoria e Assessoria

Compartilhe: