MENU

Leitura pode melhorar desempenho em vestibulares e concursos

O hábito da leitura proporciona ao leitor uma melhor interpretação e compreensão de mundo, o que contribui positivamente nos estudos

às 20h42
A leitura torna possível a ampliação das análises individuais e diversas outras habilidades, como reflexões, escrita, vocabulário e linguagem (Unsplash)
A leitura torna possível a ampliação das análises individuais e diversas outras habilidades, como reflexões, escrita, vocabulário e linguagem (Unsplash)
Compartilhe:

Os vestibulares e concursos públicos avaliam o candidato a partir de questões de múltipla escolha, ou seja, provas objetivas, pois essa é uma forma rápida e direta de perceber as potencialidades que cada um tem para a leitura, seleção, organização e interpretação das situações apresentadas. Neste sentido, é muito importante investir na leitura para obter assim, um bom desempenho nas provas. 

De acordo com o professor Anderson Teixeira de Souza, do curso de Pedagogia EAD, da Universidade Tiradentes (Unit EaD), a leitura é um processo ativo, em meio à construção de significados, que está especialmente voltado para a alfabetização e o letramento das pessoas. “O que a gente vem percebendo atualmente é que a leitura está sendo vista como algo obrigatório e isso tem que acabar. A leitura vai além disso, porque ela não pode estar contida somente no contexto escolar, uma vez que a gente precisa dela para fazer vários tipos de atividades”, explicou.

Ainda segundo o professor, a leitura precisa ser compreendida como um processo significativo, o qual proporciona para o leitor a interpretação e compreensão de mundo. “Uma vez que através dela nós, sujeitos, temos a capacidade de desenvolver nossa imaginação, percepção, criatividade, o senso crítico, ou seja, a própria comunicação”, frisou.

É através da leitura, que também há a possibilidade de ampliação das análises individuais, reflexões, habilidades da escrita, do próprio vocabulário, dentre tantas outras características. “Então, nessa perspectiva, podemos ratificar que esse processo da leitura é essencial, fundamental para a formação de qualquer indivíduo”, observou Anderson.

No caso dos vestibulares, concursos públicos e outras exigências profissionais de cunho social, a leitura continuará sendo uma ferramenta de extrema importância para o processo de aprendizagem. 

“A leitura é necessária para que tenhamos um excelente desempenho em nossa vida pessoal e profissional, por isso é preciso que a leitura faça parte do nosso dia-a-dia. Quanto mais se lê, maior será a desenvoltura em diversos aspectos. E, isso a gente já sabe, a leitura precisa fazer parte do nosso dia-a-dia, do nosso cotidiano, é preciso que ela se torne um hábito. Portanto, a gente precisa iniciar o processo aos poucos, lentamente, até que esse hábito se torne totalmente intrínseco ao nosso eu”, observou o professor. 

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: