V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Justiça Restaurativa e os Filhos de Maria

Iniciativa une projetos a fim de auxiliar crianças da comunidade com histórico de violência doméstica no lar

às 17h28
Com o objetivo de capacitar os alunos da pós-graduação acerca do projeto Justiça Restaurativa antes de realizar os atendimentos psicopedagógico, foi realizada no período da tarde, uma capacitação no início da semana para esses estudantes lato sensu em Psicopedagogia Clínica e Institucional.
Compartilhe:

Os discentes estarão participando, pela primeira vez, como colaboradores dessa iniciativa da extensão. Eles irão atender na Clínica de Psicologia do Centro Universitário Tiradentes – Unit – os “filhos de Maria”: crianças da comunidade circunvizinha que as mães sofreram violência doméstica e foram amparadas pela lei Maria da Penha. No final de novembro, em média 20 alunos estarão aptos e capacitados para prestar suporte a 40 crianças.

Segundo a coordenadora do curso de pós em Psicopedagogia Clínica e Institucional, Elisabete Macedo, a importância dessa experiência para os alunos é a possibilidade de uma prática interdisciplinar entre os cursos da IES, que, certamente, contribuirão de forma relevante para a formação profissional dos alunos. Já para as crianças, o projeto se apresenta com uma alternativa de inclusão e atendimento a suas necessidades cognitivas. Desta forma, é promovida a saúde com foco especial no desenvolvimento de crianças e adolescentes no contexto escolar, minimizando os problemas de aprendizagem, comportamentais e emocionais encontrados no espaço escolar.

“No curso ofertamos uma disciplina de Projeto de Intervenção Psicopedagógica, fomentando, sobretudo, o ensino aprendizagem do nosso aluno, favorecendo uma oportunidade de desenvolvimento de suas competências, aliando o ensino teórico a prática. O curso de Pós em Psicopedagogia, através de um projeto de intervenção, dará sua contribuição, uma vez que a violência não trás somente sequelas físicas, mas afeta principalmente o desenvolvimento psicológico, emocional, social e cognitivo da vítima”, conta Elisabete.

União dos projetos

Os cursos de direito, psicologia e serviço social em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas estão implantando no Juizado Especial de Violência Doméstica, a Justiça Restaurativa. O intuito é de conceder a essas mulheres vítimas de violência e para seus filhos, “os filhos de Maria”, a promoção de sua dignidade, através do atendimento multidisciplinar de suas necessidades.

Compartilhe: