MENU

Investir em ações pode ser viável para investidores mais conservadores


às 17h09
Dois pontos devem ser considerados ao se investir em ações: os objetivos do investimento e a escolha das empresas
Dois pontos devem ser considerados ao se investir em ações: os objetivos do investimento e a escolha das empresas
Dois pontos devem ser considerados ao se investir em ações: os objetivos do investimento e a escolha das empresas
Compartilhe:

Alguma vez já pensou em investir em ações? Se a resposta for não, saiba que você não está sozinho, principalmente, se tem certa insegurança quanto aos riscos que esse investimento representa. Entretanto, segundo especialistas em finanças, essa é sim uma alternativa viável para investidores mais conservadores. 

“É do brasileiro priorizar investimentos em renda fixa, tanto que um levantamento recente apontou que somente 3% da população adulta investiu em ações em 2020. A explicação para isso é simples, pois há uma insegurança a respeito dessa modalidade de investimento, e que assusta, principalmente, aquelas pessoas mais conservadoras”, explica o economista Lucas Sorgato, professor dos cursos de graduação e pós-graduação do Centro Universitário Tiradentes (Unit Alagoas).

Como fazer, então, para investir em ações mesmo com medo dos riscos? É preciso considerar dois pontos: os objetivos do investimento e a escolha das empresas. “Primeiramente é preciso considerar empresas tradicionais e consolidadas no mercado, pois representam um risco menor para quem tem um perfil mais conservador. Ações de empresas com esse perfil, geralmente, são mais ‘seguras’, já que não desvalorizam com facilidade a longo prazo”, orienta.  

Compartilhe: