V E S T I B U L A R UNIT
MENU

I Seminário Pensar a Cidade - Pinheiro


às 12h34
Os alunos do curso de Arquitetura & Urbanismo do Centro Universitário Tiradentes – Unit AL em parceria com Instituto para Fomento de Políticas Públicas (IFPP) realizaram o I Seminário Pensar a Cidade – Pinheiro. O evento reuniu mais de 400 pessoas e aconteceu no auditório do campus Amélia Maria Uchôa, em Cruz das Almas.
Compartilhe:

O evento teve como objetivo fomentar o debate e buscar esclarecimentos sobre a situação dos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro. A abertura do seminário contou com a apresentação do projeto Facilita Pinheiro, coordenado pelo IFPP e que realizada ações de solidariedade contínuas voltadas aos moradores das regiões afetadas. Logo em seguida, o reitor da Unit, Prof.º Dario Arcanjo de Santana, parabenizou a iniciativa do evento e destacou o compromisso da instituição em prol da causa. 

As apresentações foram iniciadas com o prof.º da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Valmir de Albuquerque Pedrosa, que falou sobre a importância de um gerenciamento de crise eficiente, com discursos equalizados entre os órgãos, para tranquilizar a população e evitar o pânico.

Em seguida os professores da UFAL, Rochana Campos de Andrade Lima e Abel Galindo, fizeram uma análise, respectivamente, do arcabouço geológico do bairro do Pinheiro e das rachaduras do bairro.

O seminário contou ainda com uma apresentação voltada aos aspectos psicológicos e éticos que são observados no atual contexto, feita pelo psicólogo e prof.º da UNIT, Luiz Wilson. A última palestra foi feita pelo prof.º da UFAL Humberto Alves Barbosa, com o tema: monitoramento meteorológico para prevenir desastres no Pinheiro. 

O SOS Pinheiro esteve presente para prestigiar o evento. Dona Lúcia, que morou no bairro por 30 anos e precisou sair há três meses, era uma das integrantes do movimento. “O seminário foi fantástico, super organizado e com convidados que acrescentaram muito. Ver aquele auditório lotado, com pessoas que não são do Pinheiro e mesmo assim estão interessadas pelo nosso problema, foi emocionante. Estamos felizes em poder contar com a parceria do IFPP. Vocês estão de parabéns e têm nos ajudado muito. Chegaram perto para sentir o que está acontecendo e estender essa mão amiga. Só tenho que agradecer a todos que fazem parte desse instituto maravilho e dizer que estamos aqui para mais parcerias”, destacou a moradora.

Segundo a presidente do IFPP, Evelyne Cruz, por meio do seminário o instituto buscou contribuir com a discussão e esclarecimentos dos fatos que permeiam um assunto tão complexo e ainda incerto. “Milhares de famílias estão sendo afetadas e o seminário foi ao encontro de alcançar, antes de tudo, a sensibilização do cidadão maceioense e criar um ambiente multidisciplinar de acompanhamento e análise do fenômeno em suas várias vertentes”, explicou.

O evento teve ainda a exposição Memória Pinheiro, com histórias dos moradores do bairro contadas por meio de fotos antigas e realizada pela página do Instagram Maceió Antiga e o IFPP. 84 kg de alimentos não perecíveis foram arrecadados e serão doados às famílias carentes do Pinheiro, Mutange e Bebedouro.

Foi um momento muito bonito de presenciar, com muita discussão técnica, mas também muita empatia e vontade de ajudar. Nossos alunos, egressos e professores que participaram deste momento enriqueceram ainda mais a noite.

Compartilhe: