MENU

Graduanda em Medicina fará Mobilidade Virtual em Universidade da Colômbia

Izis Karolyni decidiu pela instituição da Colômbia por amar países latino-americanos

às 19h05
Izis Karolyni, graduanda em Medicina
Izis Karolyni, graduanda em Medicina
Compartilhe:

O Programa de Mobilidade Virtual – ProMAI, coordenado pelo setor de Relações Internacionais da Unit Alagoas, terá mais uma aluna vivenciando a experiência de estudar em uma instituição de outro país de forma remota: Izis Karolyni, graduanda em Medicina, cursará disciplinas na Universidade de Boyacá, Colômbia.

Com experiências de vida no México e na Argentina, Izis ama os países latino-americanos. Quando a possibilidade de fazer mobilidade apareceu, ela viu uma forma de estar em contato novamente com uma língua estrangeira,  costumes, pessoas e culturas diferentes. “Mesmo que virtualmente, acredito que será uma experiência muito rica tanto para o campo profissional e pessoal. Estou ansiosa para conhecer um pouco mais sobre a Colômbia e acredito que é uma experiência que todo estudante deveria experimentar”.

Com expectativas altas, a graduanda relata que a possibilidade de cursar disciplinas numa universidade fora do país abre portas e amplia os horizontes sobre como é o estudo da Medicina no restante da América  Latina.

Na universidade colombiana, Izis estudará Genética e Epidemiologia. “Genética é uma das áreas mais interessantes da Medicina para mim e quero muito me aprofundar. Já Epidemiologia se mostra atualmente uma área de suma importância por conta de todos os problemas que o mundo vem enfrentando, como a pandemia do coronavírus. Por isso, acho que devemos nos munir de conhecimento para enfrentar os futuros desafios profissionais e entender um pouco mais sobre um ramo da medicina que está tão vigente”, explica.

Sobre o processo de seleção, a aluna explicou que foi tranquilo, inclusive a prova de nivelamento ofertada pelo Unit Idiomas. “Penso que a Unit simplifica bastante o processo e nos dá segurança para ter uma experiência como essa, sempre fui apaixonada pelo espanhol, então não foi um problema para mim, mas, acredito que mesmo pessoas que não tem tanto contato com a língua deveriam se aventurar, pois, não há maneira melhor de aprender uma língua nova do que estando em contato direto com esse novo idioma”, recomenda.

Compartilhe: