MENU

Fogueira e São João, qual a relação?

Símbolo junino mantém relação com história cristã

às 12h41
Compartilhe:

Dos três santos juninos, com certeza o mais famoso é o São João Batista, celebrado no dia 24 de junho. Protetor dos casados e enfermos, protegendo contra dor de cabeça e de garganta, São João tem seu destaque por ter papéis relevantes na religião católica e estar associado com um dos principais símbolos dessa época: a fogueira.

Na tradição cristã, foi São João quem anunciou a vinda de Jesus Cristo, o filho de Deus, como o salvador da humanidade que renovaria todas as coisas. Foi ele também quem batizou o próprio Jesus no rio Jordão. Porém, a história da fogueira vem um pouco antes, ela foi o sinal que Santa Isabel mandou para Maria, mãe de Jesus, simbolizando o nascimento do seu filho: João Batista.

Incorporado nos três dias de comemorações juninas, a fogueira também traz algumas tradições e simpatias que são feitas na noite do dia 23 para o dia 24. Uma delas é de quem saltar a fogueira, em número ímpar de saltos e no mínimo três vezes, fica por todo o ano protegido de todos os males.

Outra simpatia é, na véspera da festa de São João, encher a sua boca de água e ficar escutando a conversa de alguém atrás de uma porta. O primeiro nome próprio (de homem ou mulher) que for escutado, será o nome do próximo namorado ou namorada.

Compartilhe: