MENU

Flivergel: feira literária do Vergel acontece entre os dias 28 e 30 de abril

O evento irá contar com diversas atividades culturais e educativas espalhadas pelo bairro do Vergel do Lago

às 19h00
Compartilhe:

A Prefeitura de Maceió, através da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), está promovendo mais uma feira literária. E dessa vez, o evento irá acontecer no Vergel do Lago com uma programação repleta de atividades educacionais e culturais espalhadas pelo bairro. 

E o tema da Flivergel é “Alagoanidade”, e acontece nos dias 28,29 e 30 de abril, na região próxima à Escola Municipal Rui Palmeira. 

Confira a programação: 

Dia 28 

18h30 – abertura com a presença de autoridades municipais;

Mesa redonda: O manifesto do sururu na sociedade digital – com o Prof. Edson Bezerra

No ginásio da escola Rui Palmeira 

Dia 29 

Manhã 

Funções Essenciais à Justiça e os Direitos dos Cidadãos – Karla Padilha, Promotora de Justiça de Alagoas;

Direitos das Crianças e Adolescentes – Vânia Cavalcanti Lima, Promotora de Justiça de Alagoas. 

Tarde

Empreendedorismo Social  – Carlos Jorge, Secretário Municipal de Assistência Social de Maceió; Lisania Pereira, Empreendedora Social; 

Mesa Redonda: Ocupação da Braskem em Maceió e suas consequências – Virginia Miller, Bióloga; José Geraldo Marques, Cientistas; Elias Fragoso, Economista. 

Noite

Mesa Redonda: República dos Palmares – Zezito de Araújo, Historiador Alagoano. 

Dia 30

Manhã 

Mesa Redonda: Brasil, 200 anos de independência – Claudemiro Avelino, Historiador e Juiz de Direito; 

Palestra: como me descobri poeta – Com Mirian Pontes; 

Literatura do Povo Alagoano – Com escritores e poetas da União Brasileira de Escritores (UBE). 

Tarde

Representatividade e participação da mulher na política – Com Mirian Pontes; Jó Pereira, Deputada Estadual; Iana, da Central Única das Favelas (CUFA). 

Noite 

O evento encerra com o Secretário Municipal de Educação de Maceió e Professor, Elder Maia, participando da mesa temática “Consequência políticas e culturais do manifesto do sururu na sociedade digital”. 

Vale lembrar que, em paralelo as palestras e mesas redondas, acontecerão atividades culturais e educativas, além do contato com publicações de escritores locais. 

*Com Gazeta Web

Compartilhe: