MENU

Fisioterapia Neurofuncional

Joyce Annenberg, estudante de Fisioterapia da Unit, se destaca no contexto acadêmico com dois trabalhos aprovados no Congresso Nacional

às 20h32
Impulsionada por observações cotidianas na qualidade de vida dos cuidadores e nas queixas médicas diárias dos pacientes, a estudante de Fisioterapia do Centro Universitário Tiradentes (Unit), Joyce Annenberg conquista seu espaço no contexto acadêmico nacional. É que ao lado de universitário de todo o país, a aluna teve dois trabalhos aprovados no 4º Congresso Brasileiro de Fisioterapia Neurofuncional (Cobrafin), realizado em Recife.
Compartilhe:

Os baixos níveis de qualidade de vida trazidos pelo efeito negativo da classe dos cuidadores foi o despertar para o desenvolvimento do primeiro projeto. Intitulado “Avaliação da qualidade de vida de cuidadores de indivíduos com sequelas de Acidente Vascular Cerebral”, o trabalho discute as necessidades concretas destes profissionais, bem como as alternativas para minimizar os prejuízos no seu bem estar e melhorias no seu cotidiano.

Já a ideia do segundo artigo é pautada nas queixas dos pacientes atendidos na clinica escola de Fisioterapia da Unit. Os relatos constantes de quedas nas residências guiaram Joyce para a elaboração de dois métodos de manejo clínico dos indivíduos: avaliação do risco de quedas e investigação dos mecanismos influenciadores das quedas. O estudo resultou no trabalho “Avaliação do risco de quedas em pacientes hemiparéticos por Acidente Vascular Encefálico”.

“O congresso foi uma experiência única. Além de manter contato com profissionais renomadas na área da Fisioterapia Neurofuncional, foi uma oportunidade de refletir e discutir as evidências científicas baseadas na prática clínica que auxiliem na reabilitação de pacientes com disfunções neurológicas. Certamente, este conhecimento adquirido chega para somar nos atendimentos e na minha futura carreira como fisioterapeuta”, revela a estudante Joyce Annenberg.

Responsável pela orientação dos projetos, a professora do curso de Fisioterapia da Unit, Adeline Soraya ressalta a importância de vivências em eventos nacionais, como congressos, para a prática academia dos estudantes. A escolha dos temas vem acompanhada da relevância e utilidade das análises para a vivência dos alunos e do paciente, como explica Adeline.

“Tento otimizar o aprendizado dos meninos e acabo encorajando-os a fazer novas pesquisas. Atualmente com o advento das metodologias ativas e com a exigência do mercado de trabalho, os alunos precisam estar sempre atualização. A participação em congressos reforça este compromisso e os torna aptos a exercer sua profissão com mais segurança”, afirma a professora.

 

 

Compartilhe: