MENU

Estudantes de medicina da UNIT/AL têm artigo publicado em revista científica portuguesa


às 16h04
Recentemente, dois estudantes do curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes (UNIT/AL), o Iago Moura Aguiar do 10º período e a Klayne Cristine Martins do 8º período, tiveram um artigo científico publicado na Revista: Psicologia, Saúde & Doenças que é vinculada a Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde (SPPS) com o tema “Ansiedade e depressão e a relação com a desigualdade entre idosos”. Contribuíram com a produção do artigo, o professor doutor da UNIT/AL, André Fernando de Oliveira Fermoseli, o Madson Alan Maximiano Barreto, egresso de Psicologia e mestrando pela UFSCar/SP e o mestre David Costa Buarque que faz parte da Santa Casa de Misericórdia de Maceió e do curso de Medicina Universidade Federal de Alagoas (UFAL).
Compartilhe:

A pesquisa é fruto da comparação de dados obtidos no TCC do aluno Madson Alan Maximiano Barreto com o PIBIC da aluna Klayne Cristine Martins, onde é mostrado como características de desigualdade social podem contribuir para o surgimento de ansiedade e depressão em idosos. O objetivo do presente estudo é identificar a ocorrência de ansiedade e depressão em idosos atendidos na rede pública e privada e a relação com a desigualdade social. 

Segundo o professor André Fernando de Oliveira Fermoseli, os alunos fizeram toda a coleta e análise dos dados, pensaram as hipóteses e inclusive definiram a revista na qual o artigo seria submetido. “Foram excelentes e autônomos. Como orientador só direcionei o passo a passo”, disse.

Fermoseli acrescentou que muitos alunos possuem interesse por pesquisa e o que se deve fazer é incentivá-los e não desanimar. “Precisamos compreender a importância da pesquisa científica que requer tempo e responsabilidade. É necessário alertá-los para as questões éticas e metodológicas, além de incentivá-los para a participação de editais de bolsas, congressos e publicações. Acredito que os programas de iniciação científica da instituição cumprem parte deste processo”, explicou.

“Para mim foi gratificante ter esse retorno importante da publicação do artigo na revista. Penso em continuar os estudos para   que outros artigos de interesse da sociedade sejam publicados”, revelou a estudante Klayne Cristine Martins.

O estudante Iago Moura Aguiar pontuou que “trabalhar com os três grandes pilares como a educação, saúde e psicologia permitiu a produção de um artigo que deu a oportunidade de desenvolver ainda mais seus conhecimentos no meio acadêmico”, finalizou.

RESUMO: O objetivo do presente estudo é identificar a ocorrência de Ansiedade e Depressão em idosos atendidos na rede pública e privada e a relação com a desigualdade social. Trata-se de um estudo transversal, composto por 171 idosos, sendo 85 atendidos em rede privada de saúde (G1) e 86 em rede pública (G2). Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário semiestruturado, Inventário de Ansiedade Geriátrica (GAI) e Escala de Depressão Geriátrica (GDS) versão reduzida. Observou-se entre os grupos G1 e G2 uma desigualdade social, econômica e saúde. O grupo G2 apresenta uma prevalência do GDS 42% e GAI  41%. Os fatores protetores e a relações com a Depressão apresentaram os seguintes resultados no teste χ²: alta escolaridade (χ² = 0,000) e alta renda (χ² = 0,002) e em relação a Ansiedade obteve-se os seguintes resultados: alta escolaridade (χ² = 0,000), alta renda (χ² = 0,011) e residir com cônjuge/familiar (χ² = 0,011) resultados estatisticamente significativos. Identificase uma desigualdade social entre os grupos e sua implicação nos transtornos afetivos.  Palavras-chave: idosos, depressão, ansiedade, desigualdade social.

Artigo: http://dx.doi.org/10.15309/19psd200117

Compartilhe: