MENU

Ensino por amor

Desejo de compartilhar conhecimentos cruzou o caminho da então aluna e professora da Unit, Jéssyca Lane e Carol Calles

às 21h12
O amor pelo ensino combinado com as experiências na área de Fisioterapia cruzaram os caminhos de Jéssyca Lane e Carol Calles lá em 2012. Foi da relação de aluna e professora, durante a monitoria na área de Pneumofuncional no Centro Universitário Tiradentes (Unit), que surgiu a amizade e inspiração da então estudante para também trilhar a carreira acadêmica.
Compartilhe:

Logo a convivência entre as duas passaria a ser mais frequente. Carol foi orientadora de Jéssyca no desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e teve um papel importante – lembrado até hoje pela aluna – na construção do interesse pela pesquisa e evidências científicas. O carinho e comprometimento com que ensinava e a entrega ao trabalho sempre foi o grande diferencial da professora, que já acumula mais de quatro de atuação na bagagem.

“Meu sonho sempre foi ser fisioterapeuta. Desde o inicio tinha interesse pela área hospitalar, mas a vontade de seguir a carreira academia veio do meu contato com a Carol. Ela sempre me motivou, se entregava ao trabalho com entusiasmo, ajudava a refletir e o mais bonito: compartilhava seus conhecimentos por amor e jamais desistia dos alunos. Sei que hoje, sou o que sou pelos ensinamentos e orientações dadas por ela”, agradece Jéssyca Lane.

Três anos depois, a aluna retorna a Unit, mas agora assumindo a missão de professora do curso que a acolheu no inicio da sua trajetória: Fisioterapia. Ao lado da agora colega de profissão, Carol Cales relembra o percurso de destaque no cenário acadêmico e de pesquisa marcado pela participação ativa de grandes mestres, que amavam o que faziam e sabiam transmitir com muito dinamismo e didática os assuntos em sala de aula.

Com qualificação nas de Fisioterapias Cardiovascular, Intensiva e Fisiologia Humana e Exercício, a profissional se espelha até hoje na postura de responsabilidade e compromisso com os estudantes, adotada pelos seus antigos professores. “Tive a oportunidade de ser formada por grandes mestres. Então, minha maior satisfação hoje quando entro em sala de aula é ver que posso contribuir com o crescimento de novos profissionais que buscam o cuidar diferenciado. Faço a docência por amor, para transformar e inspirar”, ressalta Carol Cales.

Compartilhe: