MENU

Docente da Unit AL tem artigo sobre Propriedade Intelectual aprovado em evento internacional


às 21h07
A professora e assessora de Disciplinas Online do Centro Universitário Tiradentes – Unit AL, Janaína Galdino, teve seu artigo aprovado nos Anais do maior evento de inovação do país, a Conferência Anprotec: Ecossistema de Inovação Criativos, Conectados e Competitivos, e irá viajar para Florianópolis – SC durante os dias 12 a 14, para discutir o tema “A Propriedade intelectual e o sucesso na promoção de empreendimentos nascentes em habitats de inovação”.
Compartilhe:

Doutoranda em Ciência da Propriedade Intelectual e Inovação pela Universidade Federal de Sergipe, mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Alagoas e docente Integral pelo Centro Universitário Tiradentes, Janaína já publicou diversos artigos em revistas e livros, em especial, na temática da inovação e da propriedade intelectual atrelada à comunicação social.

Para Janaína, o estudo ajudará muito para o desenvolvimento das regiões estudadas, que são Alagoas e Sergipe. “A maior importância será trazer para a sociedade informações para o desenvolvimento intelectual e local dos demais estados”, informa.

Ainda em Julho deste ano, Janaína teve outro artigo publicado em uma cartilha que comenta sobre a Propriedade Intelectual, a Inovação e o Planejamento sistemático para a gestão da inovação que deslanchou de uma disciplina que a docente realizou no Programa de Pós-graduação em Ciência da Propriedade Intelectual pela Universidade Federal de Sergipe, intitulada “Negociação, Comercialização e Transferência de Tecnologia”.

“É um documento rico para a comunidade acadêmica que entende a importância de proteção do capital intelectual”. A professora Janaína trabalha com seus alunos de Publicidade e Jornalismo dentro da temática contemporânea, fazendo com que os discentes entendam a importância da Ciência, da Tecnologia, da Inovação e da Propriedade Intelectual dentro da profissão de Comunicador.

“É uma temática muito nova, mas que fará toda a diferença na formação dos alunos”, conclui.

Resumo do artigo

Estudos prévios sobre a importância da propriedade intelectual para o bom andamento das startups constatam que ainda há muito por se fazer para que essa relação seja mais concreta. O objetivo desse artigo é fazer uma análise conjectural da relação entre aceleradoras, startups e a propriedade intelectual e dessa relação hipoteticamente benéfica para uma dada região do Brasil. Através do levantamento da relação tríplice sobre o conhecimento acerca da propriedade intelectual, startups e se essa relação é benéfica para o desenvolvimento do negócio, da confrontação literária sobre o tema, da análise local de uma empresa nascente de dois estados brasileiros e das respostas às inquietações da relação tríplice e se, de fato, fomenta o desenvolvimento regional de uma dada região, constatou-se que é importante a divulgação massiva  de ações que sejam capazes de divulgar e impactar positivamente os empreendedores que queiram inovar na seara da metodologia escalável das Startups. Como metodologia aplicada, foi usada a revisão de uma literatura básica sobre startups, aceleradoras e propriedade intelectual e uma entrevista exploratória descritiva com duas startups de dois estados distintos. Comprovou-se que ainda há muito por fazer para estabelecer uma cultura favorável aos empreendedores em empresas escaláveis no sentido de que propriedade intelectual e aceleradoras sirva de trampolim para a edificação dessas organizações e, posteriormente, impactem positivamente nos locais geográficos aos quais estão instaladas.

Compartilhe: