MENU

Distanciamento social pode ser oportunidade para se autoconhecer

Em mais uma Live Tiradentes, professora oferece dicas de autocuidado em tempos de distanciamento social

às 13h43
Assista a Live no canal do Youtube da Unit/AL
Assista a Live no canal do Youtube da Unit/AL
Compartilhe:

O distanciamento social trouxe uma boa oportunidade para quem busca se conhecer mais e melhor, e para quem quer se preparar para o futuro pós-pandemia. Pensando nisso, a Live Tiradentes apresentou na última terça-feira (16), a live ‘Autocuidado em tempos de distanciamento social’, voltada para o público interno do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL) e toda sociedade.

A live foi apresentada pela professora da Unit/AL, Bárbara Oliveira. Ela é especialista em Obstetrícia pelo programa de residências em Enfermagem da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e mestre em Enfermagem também pela Uncisal.

A especialista começou a apresentação lembrando a hiperconectividade nos primeiros 15 dias do isolamento social e de como isso ajudou a trazer à tona várias reflexões, principalmente sobre as redescobertas individuais. Ela destacou que com tempo sobrando, muita gente aproveitou para descobrir os benefícios do autocuidado.

“Nessa fase nós estamos nos redescobrindo. Descobrimos que temos tempo. Tivemos um primeiro impacto nos primeiros 15 dias, quando estávamos nos organizando, definindo como seriam as nossas vidas, as nossas aulas. Começamos a nos perceber como seres que precisavam de alguns cuidados específicos para manter essa nova dinâmica, principalmente na internet”, frisou.

Bárbara Oliveira acredita que as pessoas passaram a ter mais tempo para ouvir podcasts, maratonar séries, ler, ver filmes, aprender a cozinhar e fazer cursos online, mas também tiveram que aprender a lidar com o tempo livre. “Comecei a notar isso nos primeiros dias do distanciamento social, ao mesmo tempo que as pessoas começaram a descobrir que tinham tempo. E isso era algo precioso, algo que não tínhamos antes. Agora temos muito tempo livre, mas não podemos sair de casa”, refletiu.

Autocuidado e aproximação dentro de casa

De acordo com Bárbara Oliveira, com o tempo livre, as pessoas passaram a conviver mais com os filhos, pais, irmãos e companheiros. “Trata-se de uma oportunidade única de estreitar e fortalecer relações que sempre existiram, sem esquecer das dificuldades e descobertas em relação ao autocuidado”, disse.

Entre dificuldades e descobertas, a profissional lembra da importância de considerar que o autocuidado não é linear: “O processo de cuidar das rotinas pessoais não é linear; o autocuidado é um processo e não é uma lista de tarefas; as pessoas ao redor quase sempre não entendem e sabotam as atividades de autocuidado; as pessoas não estão sofrendo como eu estou; nem todo mundo consegue sucesso em todas as atividades durante o dia a dia”.

Segundo ela, o que faz a diferença nesse processo é o parâmetro que nossa mente tem. “Tem pessoas que não tomam chá, não utilizam óleos essenciais, não têm dinheiro, não têm casa, mas têm uma rotina feliz, porque elas têm autocompaixão. Mas é importante lembrar que cuidar da gente é também cuidar do outro”, completou.

Dicas para quem quer se conhecer mais

Devemos lembrar o porquê de estarmos trabalhando e estudando; o porquê de nos cuidarmos nos ajuda a mudar um pouco e fazer com que a motivação brote de um coração que é compassivo.

O primeiro passo para pensar o autocuidado é se perguntar “como estou?”. “Como estou lidando com as demandas atuais”? “O que o isolamento social tem mostrado”? Por último se pergunte “como eu realmente gostaria de estar”?

Reflita durante o isolamento: do que você realmente precisa; o que descobriu que não precisa; quais relações preciso melhorar.
Busque o equilíbrio entre o físico, espiritual, social e emocional. O ser humano não precisa dar conta de tudo isso. Redefina prioridades.

Confira a live na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=fRZynGtkwLI

Saiba mais sobre o curso de Enfermagem da Unit/AL.

Por João Paulo – Algo Mais Consultoria e Assessoria

Compartilhe: