MENU

Dia do escritor: conheça alagoanos que são referências na literatura nacional

Quem já leu um livro do escritor Graciliano Ramos?

às 19h46
Livro de Graciliano Ramos. Foto: Arquivo público do estado de São Paulo
Livro de Graciliano Ramos. Foto: Arquivo público do estado de São Paulo
Marta Moura, aluna do Sotepp, realizou obra durante o Mestrado
Compartilhe:

Neste 25 de julho é comemorado o dia do escritor, profissional que através das palavras é capaz de nos levar a outros universos e mundos.

A data surgiu em 1960, com a realização do I Festival do Escritor Brasileiro e foi instituída pela União Brasileira de Escritores, que na época era presidido por João Peregrino Júnior e Jorge de Lima. 

Escritores alagoanos e suas colaborações para literatura nacional:

  • Nascido em Quebrangulo em 27 de Outubro de 1892, Graciliano Ramos é um dos  principais escritores brasileiros de sua época. Considerado o melhor escritor da 2ª geração modernista, o escritor é responsável por obras como: Vidas Secas, Angústia e Caetés; 
  • Aurélio Buarque de Holanda fez parte da Academia Brasileira de Letras. Além de contista, Buarque era dicionarista, tradutor de antologia de contos universais. A sua maior contribuição foi o Dicionário Aurélio Buarque de Língua Portuguesa; 
  • Guimarães Passos era maceioense. Nascido em 1869, o escritor fez parte da Academia Brasileira de Letras, da qual foi um dos fundadores. Tinha um talento de poesia lírico espontâneo, escreveu para muitos jornais de Brasília. É considerado um dos maiores poetas nacionais; 
  • Lêdo Ivo foi jornalista,  poeta, contista, ensaísta, tradutor e cronista. Nasceu em Maceió, em 1924 e também foi membro da Academia Brasileira de Letras. 
  • Jorge de Lima, nascido em União dos Palmares, ficou conhecido como o “príncipe dos poetas alagoanos” se destacando na época do modernismo no Brasil na década de 1930. Foi poeta e escritor, suas principais obras são: O Acendedor de Lampiões. O Mundo do Menino Impossível, A Mulher Obscura, Essa Negra Fulô. 

A Unit Alagoas também incentiva a arte da escrita. Leia algumas matérias especiais sobre:

A obra “Inéditas – poemas e histórias de mulheres” foi idealizada pela advogada familiarista Ana Carolina Trindade Cohen, egressa da Unit. Conta com a parceria da escritora e estudante do curso de Direito, Giovanna Lunetta e da escritora e psicóloga, Lavínia Lins. Além de poesias e prosas de Amanda Lima, Ana Cecília Dantas, Bárbara Ferro, Carla Louise Tavares, Dalva Tenório, Laura Nepomuceno, Marcelle de Oliveira, Paula Ramalho, Rafaela Magalhães, Tainá Justino, Victória Ferro, Vivianny Galvão e Yana Pimentel.

O livro “Da terra, o barro. Da arte, a vida”, da miguelense Marta Moura foi construído durante o Mestrado em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas (SOTEPP) da Unit. A obra leva os leitores a conhecer o universo da cerâmica e do trabalho do mestre João das Alagoas a locais com diferentes formatos para que todos possam conhecer ainda mais as riquezas alagoanas.

Compartilhe: