V E S T I B U L A R UNIT
MENU

Conquistas institucionais mostram a relevância da pesquisa em Publicidade

Pesquisadora da Unit participa do VIII Pró-Pesq PP e defende caminhos para uma teoria publicitária

às 20h45
O que tem de novo no saber científico da Publicidade e Propaganda? Essa foi umas das questões centrais do VIII Pró-Pesq PP – Encontro Nacional de Pesquisadores em Publicidade e Propaganda, que aconteceu nos dias 24, 25 e 26 de maio de 2017, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife.
Compartilhe:

Uma das respostas aponta para o fato de que a área de pesquisa em Publicidade e Propaganda está crescendo. Segundo o diretor administrativo/financeiro da ABP/2, Prof. Dr. Eneus Trindade (USP), dos 50 programas de pós-graduação, 24 apontam a temática da Publicidade e Propaganda. “Essa conquista institucional mostra a relevância do tema”, afirmou Eneus. Outro fator importante foi a realização desse Encontro no Nordeste. Isso se configura, segundo o organizador do evento, Prof. Dr. Rogério Covaleski (UFPE), como um ponto positivo. “Uma oportunidade para que os 44 pesquisadores do Nordeste compartilhem suas pesquisas”, pontuou ele.

Durante a mesa “As pesquisas em Publicidade na pós-graduação stricto sensu”, Covaleski contabilizou que a oitava edição do Pró-Pesq PP contou com 4 conferencistas, 40 painelistas-debatedores, 92 artigos aceitos, 16 pôsteres e 120 pesquisadores. Dentre os 3 pesquisadores alagoanos presentes no Encontro, o Centro Universitário Tiradentes – Unit foi representado pela professora de Publicidade e Propaganda/Jornalismo Danielle Cândido, que apresentou o artigo sobre a temática do medo e consumo.

“Se eu temo, então você também vai ter medo de perder: os bens de fortuna e a ‘publicidade de choque’ da Oi”, segundo a professora Danielle Cândido, é uma pesquisa que retrata um olhar sobre a sociedade de consumo e o medo de perder os bens de fortuna (dinheiro, poder e prazer). “Esse temor é utilizado pelo mercado para fazer com que as pessoas desejem o que não necessitam, e ainda para que elas procurem se sentir seguras, numa época extremamente carente de certezas, proteção e segurança”, explica a pesquisadora.

A pesquisadora da Unit defendeu o encontro como uma oportunidade de discutir os possíveis caminhos para pensar o ensino para os cursos de Publicidade e Propaganda brasileiros. “Esse Encontro foi uma fonte de conhecimento e também de reflexão sobre as pesquisas. Afinal, o que os pesquisadores estão produzindo? O que os professores estão ensinando? O que os publicitários estão fazendo?”, questionou Danielle.

Essas inquietações, de acordo com Danielle, são compartilhadas em cada instituição de ensino onde há um pesquisador que se posiciona com um objeto de estudo que tem a publicidade como proposta “É uma área tão carente de conceitos, noções e categorias, que precisa olhar mais para si, além da necessidade de diálogo com outros campos do saber”, afirmou Danielle. Somado a isso, a Profª. Drª. Tânia Hoff (ESPM-SP) complementou que “a qualificação da pesquisa é o caminho para as teorias da Publicidade e Propaganda”.

PRÓ-PESQ PP – Originalmente acolhido pelos docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Escola de Comunicações e Artes (PPGCOM/ECA), da Universidade de São Paulo (USP), o Pró-pesq PP configura-se como a principal atividade científica dos pesquisadores em Publicidade e Propaganda do País. Historicamente, desde 2010 até 2015, o evento ocorreu na USP. Em 2016, foi iniciado um período itinerante e, por isso, o VII Pró-pesq PP aconteceu na PUC-Rio e, em 2017, na UFPE, em Recife.

Para conhecer os trabalhos apresentados no evento, os Anais estão disponíveis no link http://www.abp2.org/anais.

Compartilhe: