MENU

Conheça os Ganhadores do Festival de Cinema do Unit

Os melhores trabalhos do Festival Unit de Cinema foram exibidos no dia 7 de maio para alunos e professores da área

às 19h18
Compartilhe:

O Centro Universitário Tiradentes – Unit acredita na criatividade dos alagoanos e fomentou o desenvolvimento audiovisual no Estado de Alagoas. Quatro alunos do curso de Publicidade e Propaganda ganharam o Festival Unit de Cinema e suas produções vão ganhar novas repercussões.

Os melhores trabalhos do Festival Unit de Cinema foram exibidos no dia 7 de maio para alunos e professores da área.  Os alunos que participaram foram Débora Dias, Hélio Henrique, Lucas Eduardo Pires e Raphael Augusto. Ele são do 7º período do curso de Publicidade e Propaganda e levaram o troféu de melhor produção para casa.

“A importância do festival Unit do cinema, é mais do que enaltecer o potencial do aluno, mas sim construir o único de um legado audiovisual para o estado alagoano. Um setor pouco valorizado pela sociedade, mas que acaba sendo marginalizado e setorizado apenas por nichos sociais, sendo reconhecidos por poucos. O desejo é tornar homogêneo a valorização cultural do estado”, colocou Raphael Pereira coordenador dos cursos de comunicação.

Quanto Tudo Começou

Tudo começou quando o professor Walcler Lima lançou o desafio para a turma de Publicidade e Propaganda, para a gravação de um curta metragem, que serviria como nota final da disciplina de Produção Audiovisual.

A criação do roteiro começou através de algumas ideias, pesquisa de boas referências e boas fontes. Mesmo sem orçamento os jovens possuíam o desafio de fazer uma boa produção e enriquecer os portfólios. Com o passar dos dias eles chegaram a um ponto comum do argumento, que foi o embrião para a criação do prólogo narrado no início do curta, que dá o tom de questionamento sobre os conflitos do personagem, a Persona.

O roteiro começou a ser desenvolvido em reuniões que aconteciam sempre após as aulas. O primeiro desafio encontrado pelo quarteto foi o de clarear as ideias, afinal o curta não possui fala de personagens, apenas o prólogo narrado de uma ficção com toques surrealistas. O segundo desafio foi o de dar vida às coisas, que de inicio estavam no papel. Mas como desafio bom é aquele parece impossível, as locações e o horário escolhido para as gravações não estavam a favor da equipe. Eles gravaram a noite na cidade de Marechal Deodoro e em alguns pontos do bairro de Jaraguá, em Maceió. Apenas uma das cenas foi gravada no estúdio de TV do Unit e para as gravações externas eles contaram com o suporte do técnico do CCS, Thales Souza.

“Durante a construção, queríamos criar uma atmosfera diferente com ruas vazias e a beleza arquitetônica rústica de ambos os lugares, somando com o tom de suspense que a trama possui, que gira em torno do conflito da persona, interpretado por mim, encontrando seus pensamentos e julgamentos materializados em sua frente, vícios, crenças, desejos e medo, interpretados por Lucas, Hélio e Débora. Nosso ponto principal é que as pessoas refletissem sobre seus próprios questionamentos, sentimentos e como lidar com eles”, afirma Raphael Augusto.

Pós-Produção

O processo de pós-produção foi o que levou mais tempo, ele foi gravado em três partes, no final do ano de 2013, no início e fim de 2014. O tempo foi mais demorado porque os alunos começaram a estagiar e as demandas acadêmicas aumentaram. Hélio ficou responsável pela mixagem do áudio em 5.1 surround sound e ainda compôs parte da trilha sonora. Os outros integrantes contribuíram com a produção, figurino, direção de arte, direção e argumentação.

“Vamos sempre guardar com muito carinho esse festival, pois foi nele que estreamos o curta. Passamos o dia ansiosos e com aquele friozinho na barriga. Assistimos aos outros curtas, que também estavam concorrendo e ficamos apreensivos com o resultado, pois o nível estava muito bom. Após a votação dos jurados, Walcler anuncia que vencemos o prêmio de melhor curta no I Festival de Cinema UNIT, ficamos em êxtase”, coloca Raphael Augusto.

“Ganhar o prêmio de melhor curta foi algo inesperado e estimulador. Este foi o nosso primeiro curta-metragem, produzido para a matéria de audiovisual do curso. A iniciativa da instituição em fazer um festival de cinema voltado para a produção audiovisual dos estudantes, nos incentiva a arriscar, pensar grande e levar nosso trabalho para frente” destaca Débora Dias.

“Começamos as gravações no quarto período, trabalhamos bastante no que iríamos produzir, pensamos nos mínimos detalhes. Então, ganhar o I Festival Unit de Cinema foi maravilhoso! Agora sentimos ainda mais vontade de produzir nossos curtas e de tocar o Núcleo SSL pra frente”, ressalta Lucas Pires.

“Essa foi a primeira exibição do nosso primeiro curta e fomos os ganhadores, isso nos faz querer produzir mais e com mais qualidade.  Além disso, a existência do Festival UNIT de Cinema é um grande estimulo para qualquer um que esteja iniciando com produções audiovisuais devido à sua proximidade com os alunos” aponta Hélio Ferreira.

Com o curta estreado, o plano dos alunos agora é de exibi-lo em festivais e mostras de curta metragens mundo a fora. As pesquisas de possibilidades para esse ano de 2015 já começaram e eles prometem muitas novidades.

 

Compartilhe: