MENU

Comportamento inadequado é o que mais pesa em demissões

De acordo com pesquisa, atitudes inconvenientes e comportamento inadequado são os motivos que pesam para os gestores na hora de demitir um colaborador

às 12h54
Gestores alegam que decidem demitir pessoas com comportamento inadequado, inconveniente ou incompatível com o ambiente e a cultura da empresa (Unsplash)
Gestores alegam que decidem demitir pessoas com comportamento inadequado, inconveniente ou incompatível com o ambiente e a cultura da empresa (Unsplash)
Compartilhe:

Comportamentos e condutas inadequadas pesam – e muito – nas demissões. É o que constatou a Pesquisa Inteligência Emocional e Saúde Mental no Ambiente de Trabalho, feita com 491 profissionais, sendo 296 líderes e 195 liderados. O levantamento, feito pelas consultorias The School of Life e Robert Half apontou que 60,47% dos líderes já demitiram alguém porque a pessoa tinha um comportamento inadequado, ou seja, tinha atitudes inconvenientes ou incompatíveis com o ambiente e a cultura da empresa.

A coordenadora do Unit Carreiras, Maria Luísa Teodoro, explicou que saber lidar com pessoas, colegas e equipes é uma das grandes habilidades mais valorizadas hoje em dia. “Esse relacionamento interpessoal é fundamental para os profissionais de todas as áreas. Saber se relacionar com os colegas, adotar uma postura colaborativa e de acordo com os padrões da empresa é primordial neste sentido”, destacou.

O estudo também apontou que 47,69% dos liderados já pediram demissão, motivados pelo mau relacionamento com um líder ou membro da equipe. Por outro lado, 74,87% dos entrevistados disseram que o que mais admiram em um líder é o comportamento, seguido pelo conhecimento/experiência (24,62%). Esses resultados só comprovam a importância de um bom clima organizacional para o sucesso dos negócios e manutenção do bem-estar da equipe de trabalho.

Segundo Maria Luísa Teodoro, proporcionar um ambiente de trabalho agradável, a fim de manter os colaboradores motivados, deve estar entre os principais objetivos de qualquer gestor. “Os líderes têm um papel fundamental neste processo de promoção de um bom clima organizacional. Esse bem-estar comprovadamente está associado a melhores desempenhos das equipes, e consequentemente das empresas”, ressaltou.

A pesquisa também mostrou que 93,58% dos 296 líderes entrevistados afirmaram já ter trabalhado com alguma pessoa emocionalmente desafiadora, com perfil manipulador, humor instável ou com algum nível de agressividade. Já entre os 195 liderados entrevistados no levantamento, esse índice foi de 88,21%. 

Asscom | Grupo Tiradentes 

Compartilhe: