MENU

Cerca de 20 trabalhos científicos foram apresentados por alunos da UNIT/AL durante Congresso Brasileiro de Cirurgia


às 15h20
Recentemente diversos estudantes do curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes (UNIT) participaram do XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia (CBC) promovido pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões ocorrido em Brasília (DF) e cerca de 20 trabalhos científicos foram apresentados por eles durante o evento.
Compartilhe:

Pela Liga Acadêmica de Clínica Cirúrgica da UNIT/AL participaram dois estudantes, o João Paulo dos Santos Correia e a Marina Ganem Monteiro, orientados pela professora que é tutora da Liga e responsável pela disciplina de habilidades cirúrgicas do curso de Medicina, Ana Carolina Pastl, médica cirurgiã de cabeça e pescoço. Somente pela Liga foram levados ao total dez trabalhos científicos, além de outros quatro independentes.

O estudante do 7º período de Medicina da UNIT/AL, João Paulo, teve os seus trabalhos inseridos dentre os quatro independentes. Um foi com o tema “Avaliação de custo-benefício nas lobectomias pulmonares (Aberta x Vídeo com e sem OPME)” que foi em parceria com a Santa Casa de Maceió e teve orientação dos médicos Arthur Gomes e Wander Mattos .  O segundo veio da iniciação científica (PROBIC) e o tema abordado foi “Lesões vasculares neonatais iatrogênicas: uma revisão de literatura”. Este último orientado pelo cirurgião vascular Ernnan Tenório Filho. “Ganhei destaque em duas apresentações que foram aprovadas para apresentação oral, sendo uma delas sobre uma nova técnica em cirurgia torácica e uma sobre meu projeto de iniciação científica do PROBIC. As premiações ainda não saíram, e somente em junho ou julho saberemos o resultado”, contou.

De acordo com a professora Ana Carolina Pastl, esta é uma oportunidade única que é dada aos estudantes. “Este resultado é reflexo do trabalho que estamos fazendo junto aos estudantes. Com isso, estamos colhendo bons frutos tanto do ponto de vista acadêmico quanto profissional e os alunos têm atingindo a maturidade nesses aspectos”.

Compartilhe: