MENU

Centro de Simulação da Unit é referência em ensino e prática

Alunos do curso de Medicina podem treinar procedimentos com mais segurança. Tecnologia de simulação real tem o objetivo de melhorar instrução e aperfeiçoar o atendimento

às 21h18
Alunos vivenciam prática de emergência
Alunos vivenciam prática de emergência
Compartilhe:

O Centro de Simulação Realística (CSIM) do Centro Universitário Tiradentes – Unit/AL representa uma sala de emergência real, onde acadêmicos do curso das áreas de saúde podem aperfeiçoar suas técnicas e aprendizados. De forma realística (e só quem conhece de perto tem a prova que parece real), bonecos robôs possuem reações semelhantes de um ser humano, tornando possível essa capacitação aos alunos e prepará-los para as situações reais de urgência e emergência.

Localizado no Hospital Veredas – hospital escola em parceria com a Unit, o CSIM conta com toda a estrutura que os acadêmicos necessitam. Jackeline Oliveira, Enfermeira e Coordenadora do CSIM, explica que a tecnologia tem o objetivo de melhorar a instrução e aperfeiçoar o atendimento.

“O CSIM tem os equipamentos necessários para qualquer procedimento que venha ser realizado no paciente. São quatro simuladores de alta fidelidade (gestante, bebe, dois adultos) onde eles fazem tudo o que um paciente poderia ter e, até mais, porque o aluno vai ter a possibilidade de fazer algo além, afinal aqui é o espaço que eles terão de treinar o quanto puderem. Terá a oportunidade de ver, examinar, utilizar equipamentos, testar suas habilidades, tudo em prol da segurança do paciente”, ressalta.

Além dos bonecos robôs adultos e infantis que reproduzem sinais vitais, o laboratório é todo equipado com aparelhos médicos, também dispõe de 1 enfermaria, 2 auditórios e 2 salas de debriefing com uma janela espelhada para facilitar a observação de quem está do lado de fora, sem que a equipe em treinamento se sinta observada. Com isso, podem ficar totalmente imersos na simulação, ao mesmo tempo em que outros alunos e o professor conseguem observar cada etapa do cenário, levantando ao final o que pode ser melhorado na prática.

A aula também pode ser gravada para possibilitar a discussão das atividades realizadas na sala de simulação em um segundo momento por alunos e professor. Dentre os diversos tipos de atendimentos que os estudantes realizarão na sala de simulação estão, por exemplo, intubação, reanimação e administração de medicamentos.

Simulação realística

O Centro de Simulação contribui com a capacitação e formação anual de acadêmicos que se encontram nos quatro últimos períodos da graduação ou em internato.

“A simulação realística funciona como método para a preparação dos profissionais que enfrentaram desafios ao lidar com os pacientes no ambiente hospitalar. O treinamento prático de habilidades técnicas e comportamentais é de extrema importância para garantir a segurança e qualidade no desempenho dos profissionais de saúde na assistência”, destaca Ana Carolina Calles, Coordenadora Operacional do curso de Medicina da Unit/AL.

Rosana Luz, concluinte do curso de Medicina, ressalta a importância das aulas de simulação. “Desde o início da graduação tivemos desafios e recompensas, e nas últimas fases nós podemos viver essa realidade com o Centro de Simulação. Quando estamos nesses cenários de simulação, esquecemos que são bonecos e passamos a atender como se fossem pacientes reais. Então começamos a viver toda a emoção, como se fosse real. As aulas de simulação são fundamentais para ganhar segurança e aprendizado na prática real”, afirmou Rosana Luz.

Aproveitamento

Com a unidade à disposição, em meio ao enfrentamento à pandemia de Covid-19, colaboradores do Hospital Veredas que atuam em Unidades de Tratamento Intensivos (UTI) participaram de treinamentos teóricos e práticos no Centro de Simulação Realística (CSIM) da Unit. Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem e Fisioterapeutas foram acompanhados pelo Médico Dr. Yuri Cavalcante Albuquerque, do Hospital Veredas, e a Enfermeira e Coordenadora do CSIM, Jackelyne Oliveira. Através da simulação realística, os profissionais trabalharam suas habilidades técnicas e não técnicas nos temas de biossegurança, intubação segura e posição prona. 

Por Asscom Unit Alagoas

Compartilhe: