MENU

Biblioteca 2.0

Conheça o profissional que facilita a busca e o acesso à informação de qualidade por meio da biblioteca. Dia 12 de março é o dia do Bibliotecário

às 13h43
Jadinilson Afonso e Katiuscia Rolins, bibliotecários da Unit Alagoas
Jadinilson Afonso e Katiuscia Rolins, bibliotecários da Unit Alagoas
Compartilhe:

No dia 12 de março celebramos a importância de um profissional que já foi reconhecido como guardião do saber e hoje atua como disseminador do conhecimento. Estamos falando do lendário bibliotecário e, se na sua mente ainda apareceu a imagem de uma figurinha lenta e carrancuda que pedia silêncio na biblioteca da escola, está na hora do upgrade, é tempo de atualizar e construir novas memórias. 

Se no passado eles foram credenciados pelo alto clero, pela realeza e até pela burguesia para proteger os livros dos, àquela época, apontados como não aptos à leitura, o profissional da Biblioteconomia evoluiu, acompanhou as transformações sociais no mundo e passou a ocupar o posto de facilitador do acesso à informação, da construção do saber. 

As bibliotecas ganharam novas facetas com os clássicos e volumosos impressos disponibilizados também na versão digital e as bases de dados cresceram infinitamente com o advento da informação on-line. Periódicos, e-books, artigos científicos, pesquisas, o inimaginável está disponível e acessível no acervo de uma boa biblioteca: é aí que se faz fundamental o bibliotecário ‘versão 2.0’. 

Ele é o profissional que vai facilitar a busca e proporcionar o encontro do leitor/pesquisador com a agulhinha no meio do palheiro. O bibliotecário Jadinilson Afonso de Melo, coordenador-chefe da Biblioteca Central Jacinto Uchôa – o coração da informação do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL) -,  explica que muitas vezes o usuário, seja ele um leitor assíduo e curioso ou um pesquisador, sabe o que busca e onde quer chegar, mas não sabe como. 

“Eles têm um objetivo, sabem o que precisam, mas em meio a imensidão de informação disponível não sabem por quais caminhos trafegar. É aí que o bibliotecário tem a oportunidade de assumir seu papel na construção do conhecimento; nós colaboramos na estratégia de busca, apontando alternativas confiáveis de uso de indexadores e buscadores; trabalhamos para garantir rapidez e confiabilidade na busca”, conta.

Portal para o conhecimento

Na Unit/AL, a Biblioteca Central é apresentada aos calouros sempre que uma nova turma chega ao Centro Universitário. Ao lado da sua fiel escudeira, a bibliotecária sênior Katiuscia Rolins, Jadinilson promove visitas dirigidas e apresenta o universo da biblioteca – acervo físico e digital, estrutura e serviços – aos recém chegados. Ele explica, todavia, que a pandemia mudou essa rotina.“A biblioteca fechou as portas e nossas atividades migraram todas para o ambiente virtual, com tour de apresentação e plantão de atendimento pelo Google Meet ou por e-mail”, pontua o bibliotecário 2.0.

E como uma biblioteca poderia funcionar virtualmente? “Temos 80 mil exemplares disponíveis, 11 mil títulos, 11 mil e-books e acesso a  bases de dados importantes como as Uptodate, Ebsco e Dynamed”, enumera. Segundo o coordenador, a biblioteca é atualizada periodicamente para atender com primor a necessidade da formação e da pesquisa acadêmica dos estudantes.

Retorno gradual da Biblioteca

A partir da próxima semana, a Biblioteca Central Jacinto Uchôa vai iniciar um processo gradual de retomada dos atendimentos ao público. “A princípio, o atendimento estará focado na devolução dos livros. Estamos com o atendimento presencial suspenso desde março de 2020 e isso significa que temos volumes emprestados há um ano”, explica Jadinilson. 

Ele orienta aos alunos com livros em casa a fazer o agendamento dessa visita para devolução através do link: https://www.grupotiradentes.com/agendamento/.

Mais informações através do e-mail biblioteca@al.unit.br. Jadinilson reforça que empréstimo de livros físicos, por enquanto seguem suspensos.

Por Clarissa Veiga – Algo Mais Consultoria e Assessoria

Compartilhe: