MENU

Alunos da Unit são apresentados ao Programa Centelha


às 12h22
O Programa Centelha, criado para estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora em todo o Brasil, foi apresentado na manhã desta segunda-feira (28), aos alunos do Centro Universitário Tiradentes – Unit AL. O programa foi apresentado por Rogério Souza, consultor de negócios da Fundação Certi, uma das instituições responsáveis pela operação do programa.
Compartilhe:

Rogério foi coordenador institucional do Sinapse da Inovação, que deu origem ao Centelha. Segundo ele, a iniciativa irá disponibilizar R$1,6 milhão para até 28 novas empresas alagoanas que tenham ideias inovadoras. Cada ideia receberá aporte financeiro de R$57 mil e R$2 mil de bolsa para um dos membros da equipe durante 6 meses.

A primeira fase é a de submissão das ideias que vai até o dia 02 de dezembro. A segunda, é a submissão dos Projetos de Empreendimento, de 22 de janeiro a 05 de fevereiro de 2020. A fase seguinte será a de submissão dos Projetos de Fomento, entre os dias 09 e 23 de março de 2020. O resultado final deverá sair no dia 07 de maio de 2020. Durante a jornada, as empresas ainda receberão capacitações em empreendedorismo e diversas áreas.

Aos professores e alunos da Unit/AL, Souza explicou as etapas e objetivos do Centelha. “Nós estamos no início de um mundo diferente, por isso, o Programa Centelha é uma oportunidade grande para que alunos e professores usufruam dessa metodologia e iniciem esse processo. Ele é democrático. É para a pessoa que tem doutorado, mas também para aquela que ainda está no ensino médio. O primeiro grande objetivo do Centelha é fortalecer a cultura e o ecossistema de empreendedorismo inovador em todas as regiões do país. Outro objetivo é criar inovações, coisas novas, novas empresas”, frisou.

O professor Dario Arcanjo, Reitor da Unit AL, ressaltou a importância do Programa Centelha para professores, alunos e toda a sociedade. “A Unit/AL está procurando dar instrumentos para que todos saiam da caixa da sala de aula e passem para um outro mundo. Um mundo em que às vezes assusta, por não ser algo tão conhecido e não trazer a segurança que traz a sala de aula. Temos que quebrar esse paradigma e fazer diferente. O mercado está exigindo essa mudança e é preciso ter portfólio, criar oportunidades e competências. O Programa Centelha traz essas chances para os professores, alunos e para a sociedade como um todo para que possam empreender e criar projetos inovadores”, finalizou.

Para saber mais e submeter ideias, basta acessar o site: http://programacentelha.com.br/al/. O Centelha faz parte de uma iniciativa nacional com a participação de 21 estados capitaneada pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), além do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). Em Alagoas, o Centelha, fruto da parceria entre Sebrae, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (FIEA) e IEL, com a operação da Fundação Certi.

Compartilhe: