MENU

Administrar a alimentação colabora com a nutrição e ajuda a economizar

Planejar as compras e cozinhar os alimentos em casa são hábitos que contribuem com a organização da rotina alimentar e financeira

às 21h43
A opção por uma vida mais saudável do ponto de vista da alimentação tem sido a escolha de um número crescente de pessoas (Unsplash)
A opção por uma vida mais saudável do ponto de vista da alimentação tem sido a escolha de um número crescente de pessoas (Unsplash)
Compartilhe:

Planejar as compras da semana, listar os itens que não podem faltar, organizar a despensa e separar um tempo para pensar no cardápio, ou seja, no que vai comer. Dito assim, parece simples, mas administrar a alimentação é uma grande dificuldade para muitas pessoas e que resulta em maior gasto com as refeições e menor quantidade de nutrientes ingeridos.

Boa parte do orçamento familiar é usada para comprar comida, bem como na falta de planejamento. Muitas vezes se apela para comidas processadas ou às lanchonetes e restaurantes ou para os pedidos entregues em casa. De acordo com uma pesquisa, uma pessoa no Brasil gasta mais de um terço de sua renda comendo fora de casa.

Esse recurso gasto fora pode render bem mais quando se sabe o que comprar no mercado, a melhor forma de consumir e como armazenar para evitar o desperdício. Se comer fora é cada dia mais caro, cozinhar se torna essencial. O alimento fresco preparado na cozinha de casa tende a tornar mais nutritivo e saboroso o dia a dia familiar.

Sabemos que controlar as despesas com alimentação pode ser tão complexo quanto se nutrir de modo satisfatório. Na rotina semanal, nem sempre é possível manter a linha de uma alimentação ideal, mas o benefício do esforço é compensador para a saúde e o bolso. Com um pouco de organização, é possível agregar qualidade e sabor à mesa.

Planejamento

A primeira dica dos nutricionistas é anotar tudo o que é ingerido diariamente, analisando o que falta e o que pode ser melhorado. A utilização da pirâmide alimentar, um recurso encontrado facilmente na internet, vai auxiliar no entendimento dos grupos de alimentos e nas quantidades necessárias.

Listar os itens de compra antes de ir ao supermercado ou feira aumentará as chances de acerto. Para economizar, uma boa dica é fazer compras no atacado. Com os itens adquiridos, é hora de organizar a geladeira e a dispensa de modo a enxergar tudo o que há neles. E então, separar um tempo, que seria gasto nas redes sociais, por exemplo, para o preparo das refeições.

Quem não gosta de cozinhar pode começar pelos alimentos de preparo mais simples. Lançar mão de receitas fáceis, alimentos crus e utensílios que otimizam o tempo também ajuda. Outra dica é escolher um dia para cozinhar a quantidade de comida para toda a semana ou mais e congelar.

Dicas nutricionais

Na dificuldade em escolher os melhores alimentos, vale a pena procurar um profissional de nutrição. Ele vai orientar e tirar as dúvidas e equívocos alimentares que geralmente se comete na tentativa de se alimentar melhor. A nutrição é uma importante área de cuidado e bem estar que tem colaborado muito para melhorar a vida de muita gente. Não se trata somente de prescrever dietas de restrição alimentar. Estes profissionais ajudam a manter as pessoas bem nutridas e saudáveis.

Traçar metas, visualizar o planejamento, deixar lembretes na porta de geladeira, para ativação reticular e consultar um bom nutricionista ajudam a cumprir o desejado. São pequenas coisas simples, mas que somadas fazem a diferença. Criar alguns bons hábitos como estes pode trazer maior qualidade na alimentação e na vida.

Asscom | Grupo Tiradentes

Compartilhe: