MENU

Acadêmicas de Medicina realizam intervenção educativa sobre Mamografia

Projeto fez parte de trabalho de conclusão de curso junto à Unidade Docente Assistencial (UDA) na Unit/AL

às 20h14
Compartilhe:

A mamografia é o principal exame para o diagnóstico do câncer de mama. Foi pensando na importância e na conscientização em alertar as mulheres e sociedade sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, que as alunas Isabella de Melo Linhares e Maíra Dantas Ramalho, do curso de Medicina do Centro Universitário Tiradentes (Unit/AL), desenvolveram o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) com a temática ‘Intervenção educativa na Unidade Docente Assistencial da Unit para restabelecer o alcance da meta de realizações de mamografia’.

O projeto inicialmente surgiu com a proposta de avaliar o número de mamografias preconizadas pelo Ministério da Saúde, entre mulheres na faixa etária dos 50 aos 69 anos de idade. A partir deste estudo, as acadêmicas identificaram a necessidade de ampliar as informações sobre o exame da mamografia, visto que a meta não vinha sendo atingida de acordo com os indicadores que o Ministério da Saúde propõe. 

“Foi quando surgiu a ideia de criarmos um projeto de intervenção. Elaboramos um folder educativo e didático de fácil compreensão pela população. E para intensificar ainda mais essa divulgação da importância na realização do exame, convidamos as agentes comunitárias de saúde para intermediarem esse acolhimento com as mulheres das comunidades. E para isso realizamos uma conversa virtual como forma de troca de informações e motivação para buscarem esse universo de mulheres que precisam fazer o exame”, explicou Isabella de Melo Linhares, formanda de Medicina da Unit/AL.

Maísa

Ainda dentro do projeto de intervenção, as alunas se dedicaram para a criação da boneca ‘Maísa’ que ficará na Unidade Docente Assistencial da Unit/AL, em Cruz das Almas, e traz um espaço de recados sobre o câncer de mama, autocuidado, mamografia e mensagens positivas e de superação para todas as mulheres que frequentam da UDA.

O projeto foi orientado pela Professora Rita Webster, coordenadora da UDA; e contou também com as contribuições das professoras Viviane Biana e Lusitana Maria Barros.

Compartilhe: