MENU

Unit marca presença na noite de abertura do V REA e XIV ABANNE

A noite de abertura também contou com uma apresentação cultural com Chau do Pife e uma conferência proferida pelo Italiano Juan Pedro Viqueira Alban

às 14h51
O Centro Universitário Tiradentes – Unit em parceria com a Universidade Federal de Alagoas – Ufal realizam o V REA e XIV ABANNE. A abertura do evento aconteceu, neste domingo, 19, às 18h, no Teatro Deodoro e reuniu grandes nomes nacionais e internacionais da Antropologia. As oficinas, palestras e mesas redondas acontecem no campus Amélia Maria Uchôa, no auditório I, no bloco C, de 20 a 22 de julho.
Compartilhe:

O tema escolhido para o evento foi “Direitos diferenciados, conflitos e produção de conhecimentos coloca em evidência algumas especificidades da pesquisa e do ensino de antropologia no estado”. Acredita-se que, no contexto político e social permeado de múltiplas reivindicações, é preciso refinar a compreensão das dinâmicas socioculturais locais, contribuindo com ações propositivas na defesa e reconhecimento dos direitos e saberes “outros”.

“Devemos entender o fazer e saber antropológico, onde a partir disso podemos dizer que a antropologia é uma ciência incrível. Alagoas é uma terra de profundos contrates sociais, culturais, políticos e econômicos, protagonizados por diferentes povos, chamados tradicionais e periféricos. Contrastes observados nas comunidades indígenas, quilombolas, e grupos das periferias rurais e urbanas, observadas como minorias. Alagoas segue sendo terra de grandes latifúndios, de barão e expressão de desigualdades, terra de conflitos entre o direito do povo e o estado”, coloca o professor da Ufal Siloé Amorim.

A noite de abertura também contou com uma apresentação cultural com Chau do Pife e uma conferência proferida pelo Mexicano Juan Pedro Viqueira Alban.

“O Unit possui grande satisfação em apoiar a realização deste evento e de acolher a todos os presentes. Quero registrar a temática dessas duas reuniões, que extrapola a antropologia, com uma conotação politica. Vocês não podiam ter escolhido um estado e cidade mais apropriados para a realização deste evento. A realização dessas duas reuniões, será um marco em resgatar as nossas tradições nordestinas, afinal essa é terra de zumbi dos palmares, das resistências e das lutas”, afirma o coordenador acadêmico do Unit Cristiano Montenegro.

Compartilhe: