MENU

Designers de Interiores são reconhecidos nacionalmente

Um avanço importante para o reconhecimento do setor, que reúne mais de 80 mil profissionais atuantes no mercado

às 13h20
Uma conquista tão aguardada finalmente chegou, no último dia 12 de dezembro, de 2016, a profissão Designer de Interiores foi reconhecida em todo território nacional. O curso de Design de Interiores do Centro Universitário Tiradentes – Unit existe há quatro anos, está entre os cinco melhores avaliados do Brasil e também comemora esse avanço.
Compartilhe:

A determinação do reconhecimento veio pela LEI N.º 13.369, sancionada pelo Presidente da República Michel Temer, que em seu Art. 3º consta que o exercício da profissão de designer de interiores e ambientes, em todo o território nacional, é assegurado aos portadores de diploma de curso superior expedido por instituição de ensino superior oficialmente reconhecida.

A Unit AL já formou aproximadamente 150 alunos e grande parte já está atuando no mercado de trabalho, integrando equipes de escritório, lojas do ramo ou de forma autônoma. A coordenadora do curso de Design de Interiores da Unit, Debora Vital acredita no crescimento e evolução da profissão e ressalta a importância desta conquista. “Esse reconhecimento chegou para premiar nossa categoria, que atua com muita dedicação, criatividade, ousadia e ética. Ele servirá como mais um estímulo para darmos nosso melhor e a cada dia inovarmos mais”.

Case de Sucesso

A egressa Daniella Doria do curso de Design de Interiores em 2015 conquistou o reconhecimento do prêmio da Evviva Bertolini Maceió, que todos os anos oferece um almoço para os profissionais de arquitetura e design de Alagoas que se destacaram. Confira a matéria na íntegra aqui

A Profissão

Para exercer a profissão, o Designer de Interiores qualifica-se em cursos Técnicos, Tecnológicos ou Bacharelados, ministrados por instituições de ensino reconhecidas pelo MEC – Ministério da Educação, ou Secretárias de Educação. Muitas variáveis influenciam um projeto de interiores na busca de soluções criativas, técnicas e esteticamente atraentes que resultam em qualidade de vida, bem-estar e cultura para os usuários do ambiente. A mais importante refere-se à natureza do uso do espaço: moradia, trabalho, lazer, estudo, entre outros.

É imprescindível considerar a atmosfera que se deseja alcançar, tais como alegria, jovialidade, divertimento, tranquilidade, sobriedade e harmonia. Existem ainda fatores práticos essenciais, como acessibilidade, iluminação, conforto térmico e acústico, ventilação, entre outros. Há de se pensar também nas questões associadas à saúde, ao conforto e a certas necessidades especiais inerentes a cada cliente. Um projeto de interiores deve considerar a estrutura do edifício, a localização, o respeito ao meio ambiente, o contexto social e legal do uso do espaço. A concepção exige uma metodologia sistemática e coordenada que inclui pesquisa e levantamento das necessidades do cliente e sua adequação às soluções estruturais, de sistemas e produtos.

Quando falamos em remuneração do designer de interiores ela varia de acordo com a cidade onde atua, o tipo de projeto que realiza, experiência profissional e qualificação. O levantamento do site de empregos Catho indica que o salário do designer de interiores está entre R$ 900,00 e R$ 3.500,00, com média salarial nacional de R$ 1.493,74. A média da bolsa-auxílio para estagiários em design de interiores, segundo o site, é de R$ 780,20 mensais.

Compartilhe: