MENU

Professora Doutora palestra sobre higiene bucal em bebês com microcefalia

As mães que estiveram presentes receberam flúor, gases e espátulas de madeira para o cuidado com as crianças

às 11h34
Na última quarta-feira, 8, a Unit participou do encontro com mães, pais, tias, tios e avós de crianças portadoras de microcefalia, que fazem parte do grupo “Ciranda do Cuidado” da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O evento aconteceu na sede da secretaria e contou com a participação da professora doutora do curso de Odontologia e Mestrado Ana Lídia Costa.
Compartilhe:

A Odontopediatra aproveitou a oportunidade para falar sobre a anatomia das crianças acometidas pela microcefalia. “As crianças portadoras de microcefalia tem a mandíbula diminuta, ou seja, elas têm maior dificuldade na mastigação e deglutição, e por isso há predominância da alimentação ser pastosa, o que facilita a aderência aos dentes”, ressalta.

Ana Lídia também falou sobre a alimentação infantil, “a criança alimentada no peito da mãe recebe mais estimulação do que aquelas que usam somente a mamadeira. No nascimento dos primeiros dentinhos, que surgem entre os cinco e seis meses nas meninas e entre os seis e sete meses nos meninos, eles têm mais irritação, mais salivação, podendo ficar com a boca um pouco inchada e ter uma febrícula de (37,5 graus)”.

Para as crianças que mamam à noite ou de madrugada, seja com leite materno ou o leite artificial, a orientação é que após o alimento seja oferecida água para não causar cárie. Quando começarem a nascer os dentes da parte detrás tem que usar a escova com pasta de dente. “É importantíssimo que essa escova tenha uma cabeça pequena, cerdas macias e um cabo longo para que a mãe ou quem faça a higiene, possa manipular o objeto na limpeza. A quantidade de pasta de dente deve ser pouquíssima, o equivalente a um grão de arroz cru”, elucida a odontopediatra.

Durante o encontro, algumas das mães se voluntariaram para que a dentista ensinasse as outras mães presentes como fazer a higiene bucal de seus filhos e filhas.

Fonte: Ascom SMS

Compartilhe: