MENU

Meditação na Unit

As sessões serão conduzidas pelo Naturopata e Prof. de Meditação Jó Ferreira

às 12h38
O Centro Universitário Tiradentes – Unit por meio do curso de Psicologia e do Núcleo de Apoio Pedagógico e Psicossocial - Napps oferece a toda comunidade acadêmica, alunos e professores, sessões de Meditação gratuitas. Os trabalhos serão conduzidos pelo Naturopata e Professor de Meditação Jó Ferreira, todas as segundas-feiras, às 7h30. As vagas para esse novo serviço são limitadas. Essa nova oportunidade de entrar em contato com as emoções, energias e buscar o autoconhecimento vai acontecer na Clínica de Psicologia Aplicada – CPA, no campus Amélia Maria Uchôa, em Cruz das Almas.
Compartilhe:

Meditar significa para nós, ocidentais, geralmente o ato de refletir sobre algo, no Oriente esta prática implica a tradicional e ancestral jornada de autoconhecimento. Ou seja, o homem se volta para si mesmo e procura descobrir, no centro do seu ‘eu’, o porquê de muitas de suas atitudes, sentimentos, ações e palavras, quando desejaria alimentar emoções distintas das que ele adota em seu cotidiano.

A meditação passa, necessariamente, pela técnica de se concentrar, de direcionar o foco da atenção, através da mobilização da vontade, para um determinado estado consciencial, no qual é acessível o entendimento de si mesmo. Ela também pode ser exercida como um recurso psíquico para se atingir o crescimento interior. Historicamente, ela é uma arte ancestral, que remonta à origem do Homem. Não se sabe ao certo de onde ela provém, mas é certo que ela se propagou em vários povos e culturas distintas, foi conhecida de formas diferentes em cada região do planeta, atingiu o ápice no Egito, na Índia e entre os Maias.

Tendo em vista a nova portaria n°849/2017 do ministério da saúde que amplia a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) e assinada pelo Ministro da Saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem incentivando e fortalecendo a inserção, reconhecimento e regulamentação destas práticas, produtos e seus praticantes nos sistemas nacionais de saúde.

Facilitador:

Jó Ferreira (CRT-11781/5 )é Educador Corporal desde 1998, formado em Naturopatia e Terapias Corporais pela Humaniversidade. Ele já participou de diversos cursos de gerenciamento de stress e práticas meditativas pela Unifesp. Para desenvolver a consciência e restabelecer a integração do ser, atua como Terapeuta Sistêmico. Seu serviço enfoca a construção do indivíduo e a busca do autoconhecimento através de atividades corporais. Hoje em dia desenvolve um amplo serviço voltado para a qualidade de vida dentro das organizações, tais como: Caixa Econômica Federal e Escritório de Engenharia Canhedo Beppu. Fez parte da ONG Instituto Ser Humano – cuja missão é promover a ampliação da consciência – como terapeuta e participante de grupos de “Trabalho Sobre Si Mesmo”; ONG Arte de Viver, Campanha Escolha Calma/Brahma kumaris. Sua abordagem é muito influenciada pela sua experiência de professor de capoeira, terapias Reichiana, Junguiana, Soma Terapia, meditações ativa e consciência corporal através das artes cênicas.

Benefícios físicos

Abaixa a pressão sanguínea;

Abaixa os níveis do lactato sanguíneo, reduzindo a ansiedade;

Diminui qualquer tensão relacionada com a dor, como dores de cabeça, úlcera, insônia, dores musculares e problemas nas articulações;

Aumenta a produção de serotonina, melhorando o humor e o comportamento;

Melhora o sistema imunológico.

Benefícios mentais

A meditação traz o padrão de ondas cerebrais ao estado Alfa, o que promove a saúde do indivíduo. A mente se torna mais delicada e renovada. Com a prática regular de meditação, conseguimos:

Diminuir a ansiedade;

Aumentar a estabilidade emocional;

Aumentar a criatividade;

Aumentar a alegria;

Desenvolver a intuição;

Ganhar mais clareza e paz na mente;

Os problemas se tornam pequenos;

Aguça a mente através do ganho de foco e a expande através do relaxamento.

Pesquisas

Quem medita tem as defesas do organismo ampliadas e consegue lidar melhor com o estresse, concluiu um estudo realizado na Universidade da Califórnia, EUA. Isso acontece porque durante a prática da meditação a enzima telomerase (ligada ao sistema imunológico) tem sua ação intensificada.

Para chegar a essa conclusão, foram analisados 60 pessoas durante três meses. Trinta delas praticaram a meditação e as outras trinta, não. As taxas da telomerase se mostraram cerca de 30% mais elevadas naquelas que meditavam. Foram esses pacientes que apresentaram, ainda, um aumento na capacidade psíquica, como melhora na percepção de controle e atenção, além de diminuição da neurose ou de emoções negativas.

Inscrições:

Quando: Segundas-Feiras

Que horas: 7h30

Inscrições: Centro de Psicologia Aplicada Unit

 

Compartilhe: