MENU

Aluna do curso de Engenharia de Petróleo volta de intercâmbio em Portugal

Futura Engenheira de Petróleo passou temporada no Instituto Superior de Engenharias do Porto – ISEP

às 13h17
Superar limites e sair da zona de conforto é uma combinação perfeita para aqueles que desejam conquistar um espaço de destaque no mercado de trabalho. A aluna Ingrid Everlice Gomes da Silva, 20, está no 7º período do curso de Engenharia de Petróleo e acabou de desembarcar de uma experiência de cinco meses no Instituto Superior de Engenharias do Porto – ISEP, que fica na cidade do Porto, em Portugal.
Compartilhe:

A escolha pelo curso de Engenharia de Petróleo se deu pela busca de uma profissão diferente, que oferecesse novas práticas de mercado e possibilidades de crescimento pessoal. A pretensão inicial era estudar Engenharia Naval, mas após conhecer a área petrolífera, Ingrid logo se encantou.

Os intercâmbios são excelentes oportunidades de expansão de mente e crescimento profissional, pois os estudantes podem praticar um novo idioma e estar em contato com disciplinas diferentes de suas grades curriculares de suas instituições de ensino de origem. Ingrid pôde pagar quatro matérias distantes no segmento da engenharia, ela conheceu um pouco mais sobre engenharia química, eletrotécnica, geotécnica e gestão industrial.

“A partir do momento que me submeti a fazer um intercâmbio houve uma mudança em minha vida, tive noção que coisas boas e ruins estavam para acontecer. A experiência me proporcionou um crescimento acadêmico, profissional e principalmente pessoal. Aprendi que sempre existirão momentos que estarei fora da minha zona de conforto e terei que aprender a conviver com novas pessoas”, confessa a aluna.

A união dos conhecimentos fomentam o desenvolvimento acadêmico e foi isso que Ingrid encontrou em Portugal. “Apesar de não ter ido cursar Engenharia do Petróleo, essa viagem me fez ver o quanto é importante à integração das engenharias no meio de trabalho. O curso de petróleo abrange muitas áreas e a integração é algo essencial para o bom desempenho da empresa, e lá eu pude aprender um pouco de cada área e trazer para o meu curso”, ressalta.

Para todos aqueles que sonham em realizar um intercâmbio, conhecer uma nova cultura e experimentar novas oportunidades, a futura Engenheira de Petróleo deixa um conselho. “Recomendo a todas as pessoas um intercâmbio, a experiência é magnífica, estar em outro país com uma nova Cultura e pessoas nos faz amadurecer de uma maneira impressionante, nos faz ver a vida com olhos diferentes e tirar de tudo um aprendizado. Todas as pessoas que puderem, devem fazer um intercâmbio, esse programa que a Unit proporciona abre muito as nossas portas para mundo de possibilidades”, destaca.

 

 

Compartilhe: